sexta-feira, 19 de maio de 2017

Secretaria da Educação inscreve para 7ª Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia

Feciba

O próximo dia 31 é o prazo estabelecido pela Secretaria da Educação do Estado para gestores, professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual realizar a inscrição para a 7ª Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (Feciba), que vai acontecer em 2018. O formulário está disponível no Portal da Educação.

 “A Feciba é uma das iniciativas, por meio da qual, estamos estimulando os nossos estudantes no estudo das Ciências e no interesse pela pesquisa científica, fazendo com que despertem para suas vocações e revelem suas capacidades criativas. É, sobretudo, um momento em que os alunos apresentam o resultado dos projetos desenvolvidos em sala de aula, orientados pelos professores, que têm relação com os lugares onde eles vivem e que, geralmente, apresentam soluções para problemas vivenciados pelas suas comunidades”, afirma o secretário Walter Pinheiro.

 Uma das novidades do evento é a premiação com Bolsa de Iniciação Científica Junior do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) para os 22 primeiros colocados. Uma das etapas da Feciba é a realização das Feiras Escolares de Ciências, Matemática e Empreendedorismo, previstas para o período de 1º de agosto e 30 de setembro deste ano. Todos os estudantes podem participar das feiras escolares independente da série, mas só os projetos dos estudantes do Ensino Fundamental e até o 2º ano do Ensino Médio serão submetidos à Feciba, tendo em vista que a 7ª edição será realizada no próximo ano letivo.

 Na 7ª Feciba, a modalidade Empreendedorismo também será ampliada, segundo destaca a coordenadora do Programa Ciência na Escola, da Secretaria da Educação, Shirley Costa. “Com isso, teremos a perspectiva do envolvimento da construção de conhecimentos, a partir dos aspectos econômicos das regiões onde as escolas estão inseridas. A nossa expectativa é que, com isto, iremos atrair muitos novos projetos voltados ao Empreendedorismo”.

 Para isso, a secretaria está fazendo parcerias com instituições que trabalham com o Empreendedorismo na Educação, como é o caso do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-BA), para a realização de oficinas e palestras sobre o tema na própria instituição e durante a 6ª Feciba, que acontece no segundo semestre deste ano.

Micareta de Feira incrementa ocupação de hotéis e pousadas

Até o domingo (21), moradores e turistas vão curtir a Micareta de Feira de Santana, que este ano conta com a apresentação de mais de 100 artistas dos mais variados estilos. As atrações se dividem no Circuito Maneca Ferreira, camarotes e palco montado no Espaço Universitário, onde se apresentam Saulo, Léo Santana, Psirico e É o Tchan, dentre outros. Mais de 20 blocos afros, afoxés e escolas de samba participam da micareta, que tem o apoio do Governo do Estado.

 A estimativa da Prefeitura Municipal de Feira de Santana é de que o Carnaval fora de época reúna mais de 150 mil pessoas por dia. A festa movimenta a economia da cidade, localizada a cerca de 110 quilômetros de Salvador, durante a baixa estação, incrementando a cadeia produtiva de turismo local, como hotéis, pousadas e bares. Um bom termômetro desta movimentação é a intensa busca por hospedagem.

 A apenas 100 metros do circuito da festa, o Prime Hotel, com oferta de 42 apartamentos, tem 100% de ocupação. De acordo com a gerente Jéssica Rodrigues, a procura por reservas começou há cerca de um mês. Outro meio de hospedagem que chegou à lotação foi o Hotel Acalanto, que recebe baianos de outras cidades e visitantes de São Paulo e Santa Catarina.

 Já no Classe Apart Hotel, 50 dos 62 apartamentos estão reservados, mas a expectativa é de que a taxa de ocupação aumente ainda neste final de semana, segundo Jucilene Rodrigues, do setor de reservas. Localizado a 300 metros do local da micareta, o estabelecimento fica na Avenida Marechal Castelo Branco.

Judô, futsal e futebol são atrações do fim de semana com apoio da Sudesb

Diversas atividades esportivas serão realizadas com apoio do Governo da Bahia, por meio da Superintendência dos desportos do Estado (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego e Esporte (Setre), desta sexta-feira (19) a domingo (21). A programação gratuita acontece em Lauro de Freitas, Santo Antônio de Jesus e Salvador.

 O Centro Pan-americano de Judô (CPJ), em Lauro de Freitas, recebe a 3º etapa do Circuito Baiano Sub 18 nesta sexta (19) e sábado (20). A competição, realizada pela Federação Baiana de Judô, deve atrair os melhores atletas da categoria. A programação começa com a pesagem. No sábado, os combates têm início às 8h.

 Futsal

 A partir desta sexta, o município de Santo Antônio de Jesus, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), sedia a zonal da Taça Estado da Bahia – válido pelo torneio aberto masculino e feminino. A competição, que é organizada pela Federação Baiana de Futsal (FBFS), terá a participação de dez equipes (seis masculinas e quatro femininas). Os jogos serão realizados até domingo, no Ginásio de Esporte Waldemar Pinto de Queiroz.

 Copa Metropolitana

 A última rodada da primeira fase da Copa Metropolitana acontece neste fim de semana e vai definir as últimas equipes classificadas paras as oitavas de final. Pelo grupo A, o time Estrela de Março, segundo colocado no grupo, pega o Bahia. A equipe precisa vencer o tricolor para se classificar.

 Pelo grupo D, a Seleção de Candeias joga pelo empate contra o São Sebastião do Passé, que precisa vencer para avançar. As equipes de Lauro de Freitas, Terra Nova, Catuense, Rio Real, Aporá, São Francisco e PFC Cajazeiras ainda brigam por vagas. A Copa Metropolitana tem o apoio da Federação Baiana de Desportos de Participação (FBDP), Federação Bahiana de Futebol (FBF) e das prefeituras que sediam os jogos.

 Curso

 Iniciantes e profissionais dedicados ao futebol podem participar, neste sábado e domingo, do curso gratuito de técnicas e regras de futebol e de Atualização de Regras Oficiais para Árbitro, no município de Irecê, no centro norte da Bahia. As atividades fazem parte do projeto de Dimensão Social do Futebol da Sudesb, tendo como objetivo a reciclagem e incentivo de iniciantes da área.

 Já no domingo, as atividades iniciam às 9h, com o curso de Atualização para árbitros, ministrado pelo professor Hildebrando Patriarca, que irá abordar as normas e padrões aplicados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e Federação Internacional de Futebol (FIFA).

Ibametro defende fiscalização intensiva do cronotácografo para reduzir acidentes

Nesta sexta-feira (19), o Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro), órgão delegado do Inmetro na Bahia e autarquia da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), participa de evento da Associação Nacional dos Postos de Ensaio de Cronotacógrafos (ANPECI), que reúne profissionais e lideranças do setor em Natal.

 O Ibametro foi convidado para compartilhar informações sobre o exitoso Termo de Cooperação Técnica assinado com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA). Pioneiro nessa modalidade, o acordo visa, por meio de fiscalização conjunta do instrumento, proporcionar uma maior segurança nas estradas e rodovias baianas.

 O diretor-geral do Ibametro, Randerson Leal, explicou que o cronotacógrafo é considerado a “caixa preta” de veículos de grande porte, sendo peça fundamental para a elucidação dos acidentes no trânsito. O Código de Trânsito Brasileiro (Lei Federal 9.503/97) determina a obrigatoriedade do instrumento em automóveis que fazem transporte escolar, transporte de passageiros com mais de dez lugares e os de carga com peso brutal total superior a 4536 kg. O equipamento deve passar por verificação metrológica a cada dois anos para garantir a idoneidade de suas informações.

 O Termo de Cooperação entrou em vigor com a publicação da Portaria 632, de 9 de maio de 2017, no Diário Oficial do Estado (DOE). “Com o apoio do Detran-BA, vamos avançar ainda mais na fiscalização do crono na capital. E o nosso intuito é fazer parcerias com as prefeituras municipais para agilizar a fiscalização em todo o Estado”, ressalta Leal. Em 2016, o Ibametro realizou a verificação de mais de 25 mil cronotacógrafos. Este ano, oito mil já foram certificados.

Desconto de 5% no IPVA para placas de final 5 vale até dia 30

Os contribuintes que possuem veículos com placas de final 5 têm até o dia 30 de maio para quitarem o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) com 5% de desconto, em cota única. De acordo com a Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz), existe ainda a opção do pagamento do IPVA em três parcelas, com o vencimento da primeira cota também no dia 30 de maio. Caso o contribuinte prefira pagar em cota única sem desconto, a data limite é 31 de julho.

 Para efetuar o pagamento, o contribuinte deve dirigir-se a uma agência ou caixa eletrônico do Banco do Brasil, do Bradesco ou do Bancoob, com o número do renavam em mãos. Também neste mês de maio, os proprietários de veículos de placas de finais 3 e 4 que optaram pelo parcelamento devem estar atentos ao pagamento da segunda cota, que vence nos dias 29 e 30, respectivamente. Além disso, no dia 29 também vence o prazo para pagamento em cota única, sem desconto, do imposto devido pelos veículos com placas de final 2.

 As datas de vencimento para as demais placas podem ser consultadas no calendário do IPVA 2017, disponível no site da Sefaz, clicando no canal Inspetoria Eletrônica e em seguida em IPVA. A Secretaria da Fazenda ressalta que não encaminha para os contribuintes boleto de pagamento do imposto. Em caso de dúvida, é possível entrar em contato com o call center da Sefaz, pelo 0800 071 0071. O pagamento é integrado: é necessário quitar ainda a taxa de licenciamento e eventuais multas relacionadas ao Renavan informado.

Embasa flagra irregularidades em 13 lava a jato e depósito de bebidas

Em prosseguimento às ações de combate a fraude realizadas pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), técnicos do órgão encontraram e desfizeram, na última semana, oito ligações clandestinas que abasteciam, irregularmente, 13 lava a jato e um depósito de bebidas na rua Artêmio de Castro Valente, no bairro de Canabrava, em Salvador.

 De acordo com o superintendente de serviços de água e esgoto da Embasa, Cesar Requião, o uso ilegal compromete o abastecimento de água e prejudica o cidadão. “Quem usa água de forma clandestina não se preocupa com o desperdício, o que prejudica o serviço. Além de comprometer a distribuição na cidade, o furto de água obriga a Embasa a realizar mais investimentos para suprir o volume desviado. Estamos vivendo um período de poucas chuvas e os níveis de nossos mananciais estão baixos, por isso estamos intensificando estas ações. As pessoas podem colaborar denunciando e não utilizando os serviços desses estabelecimentos”, afirma.

 A prática de furto de água é qualificada como crime contra o patrimônio, de acordo com o artigo 155 do Código Penal Brasileiro, cujo parágrafo 3º, ao tratar de furtos, equipara “à coisa móvel a energia elétrica ou qualquer outra que tenha valor econômico”. A pena prevista na lei é reclusão de um a quatro anos, além de multa.

 Quem for pego em flagrante vai responder criminalmente. Caso o infrator seja maior de idade, será conduzido a uma delegacia onde o auto de prisão será lavrado. Os menores serão conduzidos para a Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI). A população pode denunciar os casos de fraude por meio do teleatendimento da Embasa, no telefone 0800 0555 195.

PF deflagra operação em SP contra fraudes no Imposto de Renda

Polícia Federal (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A Polícia Federal (PF), com apoio da Corregedoria da Receita Federal, deflagrou hoje (19), em São Paulo, uma operação que desarticulou um esquema de fraudes ao Imposto de Renda, promovido por pessoas físicas e jurídicas. A operação recebeu o nome de Rei Leão, animal que simboliza o tributo.

 Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão nas cidades de São Paulo e Bertioga, segundo a PF, e também foi determinado o bloqueio de bens e imóveis que somam R$ 4 milhões. Um auditor da Receita Federal foi afastado de suas funções. O nome das empresas e das pessoas envolvidas no esquema não foi revelado pela Polícia Federal. Não foram expedidos mandados de prisão nessa operação, mas a Polícia Federal informou que ainda busca identificar também os clientes dos investigados nesta operação.

 De acordo com a investigação, um consultor tributário conseguia obter restituições de Imposto de Renda para seus clientes, sem que os pagamentos declarados tivessem sido efetivados. A fraude, segundo a Polícia Federal, consistia na manipulação do sistema da Receita Federal, com o auxílio de um servidor público, que excluía manualmente dados do sistema de fiscalização.

 A PF acredita que o sistema criminoso pode ter provocado prejuízo de R$ 4 milhões em restituições fraudulentas.

 Os investigados poderão responder pelos crimes de violação de sigilo funcional, inserção de dados falsos em sistemas computacionais e sonegação fiscal, cujas penas variam de 2 a 12 anos de prisão e multa.
Fonte: Agência Brasil

Fitch mantém Brasil abaixo do grau de investimento

A agência de classificação de risco Fitch Ratings manteve hoje (19) a nota de crédito do Brasil em moeda estrangeira em BB, e a sua perspectiva, negativa. O país permanece dois degraus abaixo do grau de investimento.

 Segundo a agência, a perspectiva negativa reflete a continuidade das incertezas sobre a recuperação econômica do Brasil, sobre estabilização da dívida pública, devido aos grandes desequilíbrios orçamentários, e sobre avanços em reformas, principalmente a da Previdência Social.

 A agência cita que eventos políticos recentes, relacionados ao presidente Michel Temer, aumentaram a incerteza sobre o progresso da reforma e podem afetar a confiança e as perspectivas de retomada da economia.

 A classificação de risco por agências estrangeiras representa uma medida de confiança dos investidores internacionais na economia de determinado país. As notas servem como referência para os juros dos títulos públicos, que representam o custo para o governo pegar dinheiro emprestado dos investidores.

 Em nota, o Ministério da Fazenda destaca que a agência faz menção, em seu relatório, à importância e ao desafio da aprovação das reformas em curso, as quais ajudarão na reversão do cenário fiscal, contribuindo para uma trajetória benigna de endividamento público.

 A Fitch reconhece que a diversidade da economia brasileira, o volume expressivo de reservas internacionais e a capacidade do mercado doméstico de dívida pública de financiar os déficits fiscais nos últimos anos constituem pontos fortes do país, diz o ministério. “A agência destaca a importância das reformas implementadas, como a Emenda Constitucional 95, que cria um teto para os gastos primários, e a relevância da reforma da Previdência como fator fundamental para o cumprimento do teto dos gastos e para a consolidação fiscal”, reforça o ministério.

 “A avaliação da agência reforça a importância das iniciativas que visam à recuperação da economia brasileira e à construção das bases para o crescimento sustentado. O Ministério da Fazenda reafirma seu compromisso com a busca da consolidação fiscal do país e a sustentabilidade da dívida pública”, acrescenta o órgão.
Fonte: Agência Brasil

FMI projeta crescimento de 0,2% para o Brasil em 2017

O Fundo Monetário Internacional (FMI) projeta um crescimento de 0,2% para o Produto Interno Bruto (PIB) neste ano e uma expansão econômica de 1,7% para 2018.

 “O crescimento em 2017 será sustentado pela safra de soja, pelo aumento do consumo, impulsionado pela liberação das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), uma retomada gradual do investimento e a alta dos preços do minério de ferro”, diz o relatório divulgado hoje (19) pelo fundo.

 As projeções para o Brasil estão abaixo do crescimento esperado para a América Latina e o Caribe, uma expansão econômica de 1,1% para a região em 2017 e de 2% em 2018. Para as previsões, o relatório leva em consideração uma modesta queda dos preços das commotities e o aumento das incertezas políticas globais. Para os economistas da entidade, a América Latina passa por um processo de lenta retomada econômica, após um período de recessão.

 No Brasil, o documento destaca que a inflação tem caído rapidamente, ficando dentro da meta ao fechar 2016 em 6,3%. O fundo ressalta ainda a emenda constitucional aprovada no fim do ano passado, que limitou os gastos do governo federal. “Essa emenda é bem-vinda, porque tem como objetivo garantir o retorno do superávit primário [economia para pagamento da dívida pública] e da sustentabilidade da dívida”, diz a análise do FMI.

 As reformas propostas pelo governo e o progresso da incerteza política são fatores que, na avaliação do FMI, continuaram afetando as perspectivas brasileiras. Nesse sentido, o fundo enfatiza o papel da reforma da Previdência. “É um projeto muito importante. Há uma combinação de fatores no Brasil: Uma tendência demográfica das pessoas viverem mais e as famílias serem menores. O sistema que foi criado décadas atrás precisa ser modificado, atualizado, adaptado para essa nova realidade demográfica”, ressaltou o chefe de missão do FMI para o Brasil, Alfredo Cuevas.

 Crise política

 O diretor do Departamento do Hemisfério Ocidental do FMI, Alejandro Werner, disse, no entanto, que ainda é cedo para saber como as turbulências políticas vão afetar a agenda de reformas e a economia nos próximos meses. “É mais sábio esperar e ver como as coisas se desenvolvem. Então, com o cenário mais claro, avaliar a situação”, disse, durante apresentação do relatório.

 Ontem (18), o Supremo Tribunal Federal (STF) homologou as delações premiadas dos empresários Joesley e Wesley Batista, donos do grupo JBS, em que envolvem o presidente Michel Temer. A partir do conteúdo dos depoimentos e de um áudio de uma conversa gravada entre Joesley e o presidente, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin decidiu abrir inquérito para investigar Temer.

 “A sociedade tem que achar um caminho para continuar implementando esse programa para que, em poucos anos, a economia brasileira se reestabeleça em um caminho de crescimento econômico sustentável. Achamos que chave para o Brasil é focar nas reformas”, ressaltou Werner, ao comentar a possibilidade de haver mudança no comando do país devido à crise política.

 Os escândalos de corrupção envolvendo empresas brasileiras também tiveram reflexos negativos na economia do Peru. “Obstáculos domésticos relacionados ao esquema de propinas a políticos em conexão com a companhia brasileira Odebrecht, junto com as piores inundações e deslizamentos em décadas, podem freiar os investimentos e o crescimento em 2017”, diz o documento sobre a situação do país vizinho.
Fonte: Agência Brasil

Candidatos têm até hoje para se inscrever no Enem

Hoje (19) é o último dia de inscrição para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os interessados têm até as 23h59, no horário de Brasília, para se inscrever pela internet, no site do Enem. Aqueles que já fizeram a inscrição têm até o fim do prazo para fazer alguma alteração no cadastro, como por exemplo, a cidade em que desejam fazer as provas.

 Até a noite de ontem (18), segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 5,62 milhões haviam concluído a inscrição. A expectativa é que os inscritos cheguem a 7 milhões. As provas serão aplicadas em dois domingos consecutivos, nos dias 5 e 12 de novembro.
Para concluir a inscrição, o candidato deve pagar a taxa de R$ 82. O prazo para pagamento vai até o dia 24 deste mês. Pelas regras do edital, estão isentos da taxa os estudantes de escolas públicas que concluirão o ensino médio este ano, os participantes de baixa renda que integram o Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e os que se enquadram na Lei 12.799/2013 que, entre outros critérios, isenta de pagamento aqueles com renda igual ou inferior a um salário mínimo e meio, ou seja, R$ 1.405,50.

 Os candidatos que solicitarem algum atendimento especializado ou específico, além da isenção da taxa do exame, deverão estar atentos aos documentos comprobatórios. Este ano, serão exigidos laudos médicos, que deverão ser enviados em formato digital pelo próprio sistema, além de outras informações, como o Número de Identificação Social (NIS), que comprove que o participante integra o CadÚnico.

 O atendimento especializado é concedido àqueles que comprovarem, por informação do código de Classificação Internacional de Doenças (CID) e inserção de laudo médico, condições de autismo, baixa visão, cegueira, deficiência física, deficiência intelectual/mental, déficit de atenção, discalculia, dislexia, surdez, deficiência auditiva, surdocegueira e visão monocular.

 Já o Atendimento Específico é garantido a gestantes, lactantes, idosos, estudantes em classe hospitalar e, a partir de 2017, a outras condições específicas, para as quais deverá ser informado o CID. Um exemplo são os participantes diabéticos que usem bomba de insulina.

 O resultado das provas poderá ser usado em processos seletivos para vagas no ensino público superior, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas de estudo em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

 Em caso de problema na hora da inscrição, os candidatos podem ligar para o Inep pelo telefone 0800 616161. O atendimento é das 8h às 20h, no horário de Brasília.
Fonte: Agência Brasil

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Mapa tátil auxilia aprendizado de alunos com deficiência visual

Mapa tátil adaptado para alunos com deficiência visual

Os estudantes Eduardo dos Reis Souza e Laíse Sales Silva, do Colégio Estadual Luiz Viana Filho, localizado em Irecê (centro norte), desenvolveram um mapa tátil adaptado para alunos com deficiência visual. O projeto ‘Mapa tátil das regiões brasileiras: conhecendo o Brasil com as mãos’ tem o objetivo de auxiliar no aprendizado de conteúdos da disciplina de Geografia, no qual é possível diferenciar, por meio do tato, as regiões contornadas em diferentes relevos.

 O projeto surgiu após os estudantes refletirem sobre o acesso a ferramentas de aprendizagem por alunos que não podem enxergar. O material, confeccionado de forma artesanal, também vai ajudar os professores no processo de ensino ao trabalharem os elementos cartográficos.

 Segundo o secretário da Educação, Walter Pinheiro, projetos como este demonstram a criatividade e a visão social dos estudantes. “Estamos qualificando o programa Ciência na Escola para que projetos como este de grande relevância e alcance social ultrapassem os muros das escolas e sirvam para resolver problemas da sociedade, comprovando o potencial destes estudantes para o mundo da Ciência e da Inovação”.

 O aluno Eduardo Souza, que, para a realização do projeto eles buscaram conhecer melhor pessoas com deficiência visual a visitar a Associação de Deficientes Visuais de Irecê (Adevir) e algumas escolas do município. “Além de pesquisas de campo e confecção de protótipos, realizamos pesquisas bibliográficas que nos dessem o suporte científico necessário para o desenvolvimento do nosso projeto. É muito importante criar algo que vai ajudar estudantes com deficiência visual a aprenderem de forma prática”.

 O mapa foi confeccionado de maneira criativa, utilizando materiais como cartolina, papéis de diferentes texturas, EVA e cola 3D. As imagens foram copiadas com um papel transparente e repassadas com papel carbono para as partes do mapa. As regiões foram delimitadas com cola 3D, nas quais foram colados materiais específicos para diferenciar cada região. O título e a legenda do mapa foram escritos em braile e impressos em impressora de tinta a jato e etiquetadora.

 Segundo a professora de Geografia e orientadora do projeto, Alda Manuela de Freitas, a produção científica tem o propósito de inclusão. “Ao tocarem o mapa, os estudantes com deficiência visual identificam os diferentes relevos e aprendem sobre as regiões do Brasil. Este material didático específico para eles vai enriquecer o aprendizado de forma mais significativa”.

Ouro Negro apoia blocos afros, afoxés e escolas de samba na Micareta de Feira

A partir de sexta-feira (19), os blocos afros, afoxés e escolas de samba encantam e dão mais brilho a Micareta de Feira de Santana. Em um novo Circuito Quilombola, os blocos se apresentam no trecho que compreende o cruzamento da Avenida Presidente Dutra com a Rua Comandante Almiro até a Avenida Maria Quitéria. Na sétima edição do Ouro Negro Feira, 21 entidades carnavalescas de matriz africana participam da micareta com o apoio do Governo do Estado, da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Seculta), através do Centro de Cultura Populares e Identitárias (CCPI).

 No primeiro dia da festa os desfiles começam a partir das 19h, com a escola de samba Brasil Meu Samba. Ao todo serão nove agremiações que estarão na avenida com o apoio do Ouro Negro: Afoxé Filhos De Oxalá, Afoxé Filhos de Ogum, Afoxé Filhos de O’Guian, Afoxé Filhos de Nanã, Afoxé Pomba de Malê, Bloco Afro Urubus do Reggae, Bloco Afro Guerreiros de Moçambique, Bloco Afro Filhos de Malê.

 O sábado (20) da Micareta de Feira é reservado para os blocos afros. Das 13 entidades, seis delas desfilam no Circuito Quilombola com o apoio do Ouro Negro. São elas: Bloco Afro Muzembela, Bloco Afro Flor De Ijexá, Bloco Afro Zumbi Dos Palmares, Bloco Afro Tambores Urbanos, Bloco Afro Nelson Mandela e Bloco Afro Feira África Axé. Apenas o Bloco Quilombo sai do bairro Capuchinhos, fazendo o circuito principal, a partir das 21h.

 No domingo (21), das cinco escolas de samba que encerram a Micareta, três são apoiadas pelo Ouro Negro, os grêmios recreativos, G.R.E.S Nativos de Santana, G.R.E.S Marquês de Sapucaí G.R.E.S Escravos do Oriente. Além destes, o Bloco Quixabeira da Matinha será a atração do circuito principal, com desfile marcado para 17h15.

Fim de semana terá céu encoberto e chuva no litoral baiano

O tempo terá mudança na Bahia nos próximos dias, incluindo sábado (20) e domingo (21), principalmente em relação às chuvas. A massa de ar quente e seco segue enfraquecendo, o favorece o aumento da nebulosidade e, consequentemente, das chuvas em grande parte do estado. As chances de ocorrência dessas chuvas serão maiores na faixa centro-leste, sobretudo nas regiões do Recôncavo, sul, nordeste, sudoeste e Chapada Diamantina.

Segundo o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), as chuvas deste período são influenciadas principalmente pelos ventos úmidos vindos do Oceano Atlântico. Os volumes mais expressivos devem ser registrados nas localidades mais próximas ao litoral, a exemplo dos que estão previstos para os próximos dias no Recôncavo e nordeste baiano.

 Já nas regiões oeste, São Francisco e norte, onde a massa de ar ainda deve influenciar o tempo, também há possibilidade de ocorrer chuvas fracas em algumas localidades, principalmente na faixa centro-sul do oeste e São Francisco. Mesmo com a massa de ar perdendo força, ainda é nessa faixa que são esperadas as maiores temperaturas da Bahia, com máximas variando entre 35°C e 37°C.

 Por outro lado, as menores temperaturas do estado continuam sendo previstas para as regiões da Chapada Diamantina e Sudoeste, onde, durante a madrugada e nas primeiras horas da manhã, as mínimas podem chegar aos 15°C. Já nas regiões mais próximas ao litoral, as temperaturas continuam estáveis, com máximas variando de 29ºC (na região sul) a 33°C (no nordeste).

 Para a cidade de Salvador e região metropolitana, os ventos úmidos que sopram do Oceano também influenciam o tempo nos próximos dias, o que devem manter o céu encoberto e chuvoso na maior parte do período. Mesmo assim, as temperaturas permanecem elevadas, com valores oscilando entre mínimas de 23°C e máximas de 31°C.

 Maré e radiação

 No período entre sexta (19) e domingo (21), a maré deve atingir a altura máxima entre 22h e 1h e entre 10h e 13h, com valores variando de 1,6 a 2,5 metros. Já as alturas mínimas devem ser registradas no período entre 4h e 7h e entre 16h e 19h, com valores variando de 0,4 a 1,1 metro. As ondas devem ter agitação moderada a fraca, com altura máxima podendo chegar a 2,5 metros.

 Na segunda metade do outono, as características da estação são semelhantes às do inverno, com temperaturas mais amenas e chuvas de fraca intensidade, mas de longa duração. Também há uma redução na incidência de radiação solar e, consequentemente, dos Índices de Radiação Ultravioleta (IUV's). Mesmo assim, este índices continuam elevados, a exemplo dos que estão previstos para o período entre sexta (19) e domingo (21), quando devem variar de 7 a 9 em toda a Bahia.

 Esses valores são classificados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) nas categorias ‘alta’ e 'muito alta', o que requer cuidados quanto à exposição prolongados à radiação solar, principalmente das 10h às 16h. Para evitar danos à saúde, é recomendado o uso de protetor solar, chapéu, boné, óculos escuros e roupas leves.

Banco do Brasil oferece desconto de 20% a 95% para liquidação de dívidas de produtores rurais

Micro, pequenos e médios produtores de todo o estado podem ser beneficiados pelos descontos de 20% a 95% que o Banco do Brasil está oferecendo para a liquidação de saldos devedores de operações de crédito rural. O benefício tem base na Lei Federal nº 13.340 e varia conforme 3 fatores: data de contratação, valor originalmente contratado e região.

 Em todo o país, cerca de 241 mil produtores poderão ser beneficiados pela medida. A Bahia tem o maior número de produtores com possibilidade de ter acesso aos descontos: mais de 61 mil clientes do BB, com financiamentos a empreendimentos localizados na área de abrangência da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). O valor total contratado no Estado é superior a R$ 693 milhões (o maior volume do país - cerca de 26% do total nacional).

 Podem ser contempladas operações adimplentes ou não, contratadas até 31/12/2011, sendo que um mesmo mutuário poderá obter o desconto em mais de um financiamento, obedecido o teto de R$ 200 mil em valores contratados.

 O secretário estadual de Agricultura, Vitor Bonfim, destacou a importância da lei que oferece descontos tão significativos para produtores. “Os baianos precisam aproveitar essa oportunidade e se dirigir às agências do BB localizadas em todo o estado para fazer essa negociação e quitar seus débitos com o banco, podendo, a partir daí, fazer novas operações de crédito”, disse o secretário.

 Para o superintendente Estadual do BB na Bahia, Carlos Motta, “esta é uma oportunidade ímpar para os produtores rurais, principalmente no nosso estado. Com essa medida, buscamos dar novo fôlego ao produtor, fortalecendo uma das principais vocações do nosso país”.

 Segundo a Lei, a concessão do rebate para liquidação dos financiamentos tem vigência até 29/12/2017. “Apesar de haver prazo até o final deste ano, é muito mais vantajoso que o produtor procure o BB o quanto antes, uma vez que os juros continuam incidindo sobre os saldos até a liquidação.”, complementa Motta.

 Os mutuários que possuem operações de crédito abrangidas pela lei podem procurar qualquer agência do Banco do Brasil para consultar as operações e o percentual de desconto a que têm direito, além de simular o valor a ser pago para quitação da dívida.

Produção de papel e celulose na Bahia cresce mais de 40%

Indústria de celulose na cidade de Eunápolis

O papel está presente em praticamente todos os segmentos da vida doméstica, acadêmica e empresarial. Mesmo com as dificuldades econômicas enfrentadas pelo país, o setor de papel e celulose na Bahia registra um crescimento na produção de 40,6%, no acumulado de 2006 até março deste ano, segundo dados da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI).

 No período de janeiro a abril de 2017, o segmento de papel e celulose foi o segundo mais importante nas exportações baianas com participação de 16,67%. Ainda de acordo com a SEI, as exportações neste setor em 2017 somam, até o momento, US$ 382,804 milhões. Somente de janeiro a março de 2017, 66 novas vagas de emprego foram ocupadas no setor. Na área de produção, até março deste ano, houve crescimento de 1,1%.

 Nesse período, a China continuou sendo o maior mercado para as exportações de papel e celulose da Bahia. Dois municípios, Eunápolis e Mucuri, no sul do estado, se destacam na produção e são sedes de grandes empresas do segmento - a Veracel, instalada em Eunápolis, e a Suzano, localizada em Mucuri. Considerada uma das indústrias mais avançadas do mundo no setor, a Veracel é especializada na produção de celulose. Já a Suzano, atualmente em expansão, produz de forma integrada (papel e celulose) e possui a maior unidade produtora de celulose e papel do Brasil.

 A fabricação da celulose é responsável pelo desenvolvimento de diversas regiões. O empresário Joab Dias, de Mucuri, está há 26 anos na cidade. “Começamos com uma padaria e de lá para cá o comércio se desenvolveu. Eram apenas cinco funcionários e hoje temos uma equipe de 160 trabalhadores. Temos lojas em Mucuri, Itabatã, Nova Viçosa e tudo isso depois do desenvolvimento da indústria da celulose na região”.

 Ampliação e novo nicho

 Segundo a gerente de Relações Institucionais e Legais da Suzano, Mariana Lisbôa, a unidade do Sul da Bahia conta com 5,5 mil colaboradores, entre próprios e terceiros. “Este ano estima-se um investimento de mais de R$ 700 milhões para a planta de Mucuri. Vamos incrementar a produção de papel e passar para um novo nicho, o papel tissue, que é o papel sanitário, e também aumentar o número de colaboradores próprios, inicialmente com cerca de 200 novos postos de trabalho, fora terceiros diretos e indiretos”.

 Ela informa que hoje a matriz da Suzano é na Bahia e a empresa vem focando cada vez mais na contratação da mão de obra local “Em 2017, a Suzano está com uma capacidade de 2 milhões de toneladas de produção, entre celulose e papel. A Suzano conta com um quadro muito competente de colaboradores, especialmente aqui no estado. Nós fazemos a capacitação desses trabalhadores tanto com a presença física como por meio online”.

 Para Mariana Lisbôa, o Governo do Estado tem sido um parceiro da Suzano. “Todos os acordos firmados são estritamente cumpridos, isso é algo importante porque gera uma boa ambiência de negócios. Estar na Bahia é uma vantagem por causa da parceria com o Governo. Houve incentivos por parte da administração estadual, acordo com créditos de ICMS, e a parte de incentivo fiscal é importante para a decisão de se ampliar a planta na Bahia”.

 Maior produtividade mundial

 Segundo a Associação Baiana das Empresas de Base Florestal (Abaf), a Bahia ocupa a quarta posição em área plantada com eucaliptos no Brasil. A produtividade dos plantios de eucalipto do estado é a maior do mundo, principalmente pelas condições de clima e solo e pela tecnologia de ponta empregada na cultura. Dados da Abaf apontam que, enquanto a produtividade média dos plantios baianos atinge 42m³/ha/ano, a média anual nacional é de 35m³ por hectare. Já a produtividade média dos principais países produtores fica em 24m³ por hectare/ano. Em alguns lugares, o eucalipto, que na Bahia demora sete anos para ser colhido, só pode ser extraído após trinta anos de cultivo.

 De acordo com Sérgio Alípio, advisor de Relações Institucionais da Veracel, a planta de Eunápolis foi desenhada em 2005 para uma capacidade de 900 mil toneladas de celulose por ano. “Com as melhorias de processo, hoje estamos com a capacidade de 1.12 mil toneladas por ano. Isso significa um crescimento de mais de 25% da nossa capacidade instalada”.

 Ainda segundo Sérgio Alípio, “a Veracel se tornou exportadora participando do Programa Desenvolve, oferecido pelo governo. Outro fator foi a produtividade florestal do sul da Bahia que nos coloca em um nível de competitividade internacional muito importante”.

 Alípio informa também que a indústria mantém três mil empregos permanentes, entre diretos e indiretos. “A Veracel também realiza cerca de R$ 300 milhões em compras por ano sobretudo na Bahia. Em termos de serviços, temos algo em torno de R$ 360 milhões contratados, e aquelas empresas que não são baianas têm CNPJ baiano, elas têm que ter recolhimento na Bahia. A Veracel gera ainda cerca de R$ 100 milhões de tributos entre federais, estaduais e municipais”. 

Infraestrutura 

 Para o superintendente de Atração de Investimentos da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Paulo Guimarães, os recursos aplicados pelo governo em infraestrutura são fundamentais para o desenvolvimento do setor industrial. “Nós estamos negociando com os Chineses e com a Bahia Mineração a conclusão da Ferrovia Oeste-Leste, especialmente no trecho Caetité-Ilhéus, e a construção do Porto Sul, que vão permitir o escoamento dessa produção. Temos projetos de ampliação do Terminal de Contêineres do Porto de Salvador, outros projetos a serem implantados no Porto de Aratu. Este conjunto vai trazer uma realidade portuária que vai ampliar a indústria baiana, inclusive a de celulose”.