quinta-feira, 20 de abril de 2017

Ocupação hoteleira em Porto Seguro ultrapassa 90% durante feriadão


Uma programação variada, com exposições, mostras de dança e apresentações de orquestras filarmônicas, aguarda o turista que for a Porto Seguro, no sul da Bahia, no feriado prolongado sexta-feira (21), Dia de Tiradentes. As atividades, que têm como cenário a natureza exuberante da Costa do Descobrimento e as badalações em bares e restaurantes da cidade, fazem parte do Festival Cultural do Descobrimento, que marca os 517 anos da chegada da esquadra de Pedro Álvares Cabral à cidade.

 Um dos pontos altos da programação, o primeiro ato religioso celebrado em terras brasileiras será relembrado no sábado (22), com a Missa do Descobrimento, realizada na Praça das Pitangueiras, a partir das 17h. Com uma oferta de mais de 40 mil leitos, Porto Seguro registra ocupação hoteleira em torno de 95%, segundo a Secretaria de Turismo local. São turistas vindos de São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia, Argentina, dentre outros, que vão movimentar a cadeia produtiva do turismo local, como meios de hospedagem, bares, restaurantes e o comércio em geral.

 No período, Porto Seguro também sedia a 2ª edição da Meia Maratona do Descobrimento, com a participação de atletas do Brasil e do exterior. Até domingo (23), a cidade histórica ainda sedia a 9ª edição dos Jogos Indígenas, com a participação de indígenas da etnia pataxó e de outras etnias convidadas. Além das competições, a programação, com entrada gratuita, inclui Bênção dos Pajés, Desfile Cultura Viva e Beleza Pataxó, Feira de Artesanato Indígena, mostra das vestimentas e gastronomia pataxó, apresentações culturais e pinturas corporais. A Semana do Descobrimento tem apoio do Governo do Estado.

 História 

 Para quem deseja conhecer as primeiras páginas da História do Brasil, curtir boas baladas ou passear por uma gastronomia variada, seguir para Porto Seguro é uma boa escolha. Também vale a pena aproveitar uma das praias ao longo dos 90 quilômetros de litoral. Na cidade, o que não falta é opção. Se o dia pede o contato com a natureza, à noite, a indicação é a Passarela do Descobrimento e a orla da cidade, com bares, barracas, restaurantes e muita animação.

Mais de 7,8 mil policiais atuam na Operação Tiradentes na Bahia

A Operação Tiradentes começou às 14h desta quinta-feira (20), em todo o Brasil. Ela acontece simultaneamente em todos os estados e no Distrito Federal, envolvendo as polícias militares e os Corpos de Bombeiros Militares, com o objetivo de intensificar as ações preventivas e oferecer mais segurança à população.

 Na Bahia, a Polícia Militar emprega 7.831 policiais militares, com o apoio de 2.687 viaturas, que estarão distribuídos nos 417 municípios. Serão priorizadas as ações e operações voltadas à prevenção e combate aos crimes violentos com a realização de blitzes, incursões, abordagens, prisões e apreensões.

 Com duração de 24 horas, a operação termina às 14h de sexta (21), feriado de Tiradentes, patrono das polícias militares do Brasil.

Governo nomeia novos peritos para o Departamento de Polícia Técnica

O Governo do Estado publica, no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (21), a nomeação de 15 peritos criminais e cinco peritos médicos-legistas para os quadros do Departamento de Polícia Técnica (DPT). As nomeações vão representar um custo anual para o Estado de R$ 3,54 milhões.

 Os nomeados são egressos do concurso público realizado pela Secretaria da Administração em 2014. Conforme o Edital (SAEB/01/2014), o certame previa um total de 40 vagas para peritos criminais, sendo que 38 nomeações foram feitas, incluindo as publicadas no DOE desta sexta-feira (21). Já os peritos médicos-legais possuíam 60 vagas no Edital e totalizam 31 nomeações, somando as que serão publicadas no Diário Oficial desta sexta.

 Por orientação da Procuradoria Geral do Estado (PGE) e do Tribunal de Contas do Estado (TCE), o Governo do Estado vem realizando as nomeações apenas quando ocorrem vacâncias nas áreas da educação, saúde e segurança pública. De acordo com os dois órgãos, as vagas só podem ser preenchidas por substituições nos casos de aposentadoria, falecimento, exoneração e demissões.

 Pelo entendimento da PGE e TCE, a administração estadual só pode nomear observando esses critérios, em função de ter extrapolado o limite de gastos com pessoal, imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). O Estado ultrapassou o limite imposto pela LRF com o pagamento dos servidores em função da queda da arrecadação tributária, causada pela situação econômica vivida pelo país.

 O Departamento de Polícia Técnica realizou o levantamento do número vacâncias nos cargos de perito criminalista e perito médico-legista, desde a última nomeação do Edital SAEB/01/2014. O DPT solicitou à Saeb a nomeação em função das vagas disponíveis por aposentadoria, falecimento e exoneração.

Provas do Vestibular da Uneb serão aplicadas no domingo (23) e segunda (24)

As provas do Vestibular Uneb 2017.2 serão aplicadas domingo (23) e segunda-feira (24). Os 40.634 candidatos inscritos devem acessar seus locais de prova nos endereços eletrônicos oficiais do processo seletivo.

 Aproximadamente 2.600 profissionais irão trabalhar para garantir a realização do certame em 28 estabelecimentos da capital e 67 do interior do estado, contemplando 24 cidades onde a universidade possui campus.

 Os portões serão abertos às 7h20 e fechados às 7h50, seguindo o horário local. Os exames terão início às 8h. No primeiro dia, os candidatos farão provas de língua portuguesa (incluindo literatura brasileira), língua estrangeira (inglês, espanhol ou francês) e ciências humanas (história, geografia e atualidades), além de redação. Já no segundo dia, serão aplicados os exames de matemática e ciências da natureza (física, química e biologia).

 A Uneb oferece neste ano 3.185 vagas distribuídas em 112 opções de cursos de graduação presenciais, oferecidas nos campi de Salvador e outras 22 cidades baianas, com entrada para o segundo semestre de 2017. Mais detalhes sobre o processo seletivo podem ser consultados no Manual do Candidato.

Bahia inicia atualização do Mapa Turístico que reúne 118 cidades

Turismo

Até o final de maio próximo, a Secretaria do Turismo do Estado (Setur) realiza oficinas com a participação de representantes de municípios, com o propósito de atualizar o Mapa Turístico. Os grupos de trabalho traçam os perfis dos municípios e analisam o desempenho da economia do turismo com o objetivo de facilitar o posterior planejamento de ações de desenvolvimento nesta área.

 Secretários e diretores de turismo dos municípios da Baía de Todos-os-Santos e das costas dos Coqueiros, do Dendê e do Cacau já participaram dos encontros, quando são apresentados a metodologia proposta pelo Ministério do Turismo (MTur) para a classificação das cidades, os procedimentos e prazos a serem cumpridos para a consolidação das informações no Mapa Turístico Brasileiro.

 O mapeamento fornece subsídios ao MTur para o desenvolvimento de políticas públicas voltadas para o setor, tendo como foco a gestão, estruturação e promoção do turismo nos destinos brasileiros. É um importante instrumento de planejamento e alocação de recursos. Para ser classificado como município turístico é necessário a existência de um órgão municipal de turismo e a comprovação de dotação orçamentária para investimento neste setor.

 Um conselho municipal de turismo em atividade e a assinatura de um termo de compromisso para realização das ações necessárias e adesão ao Programa de Regionalização do Turismo também estão entre os requisitos. O processo de atualização do mapa prevê a categorização dos municípios a partir de critérios que traduzem a dimensão da economia do turismo. São quatro as variáveis para a classificação nas categorias A, B ou C - número de empregos formais no setor de hospedagem; número de estabelecimento formal no setor de hospedagem; estimativa do fluxo turístico doméstico e a estimativa do fluxo internacional.

 Calendário 

 As oficinas são realizadas semanalmente. Na próxima quarta-feira (26), será a vez das Costas do Descobrimento e das Baleias. Em maio, serão contempladas as zonas Caminhos do Sertão e do Jiquiriçá (3), Vale do São Francisco e Lagos e Cânions do São Francisco (10), Caminhos do Oeste e do Sudoeste (17) e Chapada Diamantina (24 e 31).

 Dos 417 municípios baianos, o Mapa do Turismo Brasileiro contemplou 118 cidades, distribuídas entre 13 zonas. O processo em andamento segue critérios fixados pela portaria número 268/ 2016, que determina a atualização do mapa a cada dois anos, coincidindo com o início das novas gestões estaduais e municipais.

Aves que ajudavam na segurança do voo são encontradas mortas em Viracopos

Dois falcões e dois gaviões que ajudavam na segurança do aeroporto de Viracopos, em Campinas, no interior de São Paulo, foram encontrados mortos no último domingo.

 Desde 2010, que as aves de rapina espantavam outros pássaros, como urubus e quero-queros da área do aeroporto. Elas ajudavam a prevenir colisões nos dois momentos mais críticos do vôo: o pouso e a decolagem.

 Segundo Klaus Bigelli, investigador chefe da 4ª Delegacia de Atendimento ao Turista, responsável pelas ocorrências na região do aeroporto de Viracopos, ainda não é possível apontar os responsáveis.

 Segundo o delegado a investigação está em andamento e funcionários e vigilantes estão sendo ouvidos.

 O policial faz questão de dizer que a violência chocou quem conhecia o trabalho feito pelas aves.

 O uso de aves de rapina na segurança dos aeroportos brasileiros começou em 2008. Hoje, além do aeroporto de Viracopos, falcões e gaviões também ajudam na prevenção de acidentes aéreos em outros seis aeroportos.

 Gustavo Trainini é biólogo e falcoeiro e ajudou a treinar as aves do aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, o segundo no país a adotar o sistema de controle de fauna. Segundo Gustavo, o impacto na redução de acidentes com a ajuda de falcões e gaviões varia de acordo com a região do país, mas na média, derruba pela metade os riscos de colisões .

 Segundo o Centro de Investigação e Prevenção de acidentes aeronáuticos, o CENIPA, só em 2016 foram registradas 2.155 colisões de aves com aviões nos aeroportos brasileiros.

 Em nota, o aeroporto de Viracopos informou que as aves mortas já foram substituídas pela empresa que presta o serviço e que não houve impactos na segurança do vôo.
Fonte: Agência Brasil

País perdeu 63.624 vagas de emprego formal em março, diz Caged

Carteira de trabalho

O país perdeu 63.624 vagas de emprego formal em março, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados hoje (20) pelo Ministério do Trabalho. No mesmo mês do ano passado, a retração foi de 118 mil postos de trabalho.

 Em fevereiro, o resultado havia sido positivo, com a criação de 35.612 vagas formais, o que levou o presidente Michel Temer a comemorar a retomada da criação de empregos depois de 22 meses seguidos de queda.

 O mês de março apresentou uma variação negativa de -0,17% em relação ao estoque do mês anterior. Foram registradas 1.261.332 admissões contra 1.324.956 desligamentos. No acumulado do ano, a queda foi de 64.378 postos de trabalho.

 O comércio foi o setor que registrou maior retração em março (-33.909 postos), seguido do setor de serviços (-17.086 postos), construção civil (-9.059 postos), indústria de transformação (-3.499 postos) e agricultura (-3.471 postos).

 De acordo com o ministério do Trabalho, tradicionalmente, os resultados de março sofrem forte influência de fatores sazonais negativos. Um exemplo, segundo o ministério, é o comércio varejista, que se apresenta negativo no mês de março, mesmo em anos de forte crescimento econômico.

 Embora o saldo geral tenha sido negativo, alguns estados registraram bom desempenho na criação de empregos, como o Rio Grande do Sul (+5.236 postos), puxado pelos setores da Indústria de transformação e do comércio e Goiás (+4.304 postos), devido à expansão do setor da agropecuária.
Fonte: Agência Brasil

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Ciclismo fortalece economia turística de Santa Teresinha


Santa Terezinha, no centro norte da Bahia, vai receber a terceira edição da competição de ciclismo Suba100 Challenge, entre sexta-feira (21) e domingo (23). O município se prepara para recepcionar cerca de 600 atletas e um total de dois mil turistas. O cenário é único, caracterizado por ‘inselbergs’, formações rochosas típicas de clima semiárido, também chamadas de ilhas terrestres.

 Os ciclistas percorrerão 100 milhas, em dois dias, passando por trilhas, cidades históricas e a Serra da Jiboia, reserva natural de Mata Atlântica. Iniciativa da Federação Baiana de Ciclismo, com o apoio do Governo da Bahia, a competição contribui para movimentar a cadeia produtiva do turismo, com visitantes de elevado poder aquisitivo. “O evento dá visibilidade aos atrativos turísticos daquela região e fortalece a economia local”, comemora o secretário estadual do Turismo, José Alves.

 Para os atletas inscritos nas 11 categorias do Suba 100, o desafio de percorrer 100 milhas (164 quilômetros de percurso e 3,3 mil metros de altimetria acumulada em dois dias) terá dois estágios. O primeiro será realizado no sábado ( 22), com saída programada para às 8h, na Praça Ápio Medrado. Os atletas subirão a Serra dos Neves e Serra da Jiboia, descendo pelo 'Rock Garden' da região da Barragem da Casa Forte. O segundo estágio, com largada no domingo (23), será de 102 quilômetros de pedaladas e 1,3 mil metros de subida acumulada. Nele, os atletas farão o percurso igualmente belo pela Caatinga nas Serras do Boqueirão.

 Turismo ecológico

 Com organização e cuidado especial com o meio ambiente por onde passam as trilhas, o Suba 100 Challenge vem consolidando Santa Terezinha como um dos melhores destinos para prática de turismo ecológico e de esportes radicais na Bahia, que inclui também outros esportes tais como o treeking, o voo livre e escalada. Nos três dias da competição, haverá dois congressos técnicos na Arena do Atleta, que será montada na Praça Ápio Medrado, além de food trucks, estande de bicicletarias e show ao vivo.

Após serviço da Embasa, abastecimento de água em Salvador e RMS será retomado ainda nesta quarta

Embasa realiza medidas emergenciais para normalizar o abastecimento de água

A Embasa suspendeu temporariamente o fornecimento de água em localidades de Salvador e parte da região metropolitana, nesta quarta-feira (19), para a implantação de sistema visando à transposição de águas de represa de Pedra do Cavalo para represa do Joanes II. Após conclusão do serviço, que começou às 4h, o abastecimento será gradativamente retomado, a partir das 18h, nos locais afetados, com estimativa de regularização em até 48 horas.

 A transposição é uma medida emergencial necessária para prolongar o período de utilização da barragem de Joanes II, diante da longa estiagem que vem reduzindo drasticamente o nível do manancial. A intervenção está sendo realizada a partir da adutora de água bruta que liga Pedra do Cavalo à estação de tratamento de água (ETA) Principal. O serviço visa aumentar o período de operação da barragem, mas não soluciona definitivamente a situação crítica em que se encontra o manancial.

 Localidades que foram afetadas 

 Municípios da região metropolitana: Simões Filho, Lauro de Freitas, Amélia Rodrigues, Coração de Maria, Conceição do Jacuípe, Santo Amaro, São Francisco do Conde, Candeias, Madre de Deus e Ilha de Maria Guarda.

 Na capital: Ilha de Maré, Ilha dos Frades, Ilha de Bom Jesus dos Passos, Boiadeiro, Caranguejo, Ferroviários, Lobato, Plataforma, São Bartolomeu, Alto do Cruzeiro, Escada, Itacaranha, Plataforma, Praia Grande, Alto da Terezinha, Alto do Luso, Ilha Amarela, Mirantes de Periperi, Planalto Real, Rio Sena, Bosque Imperial, Canabrava, Colinas de Pituaçu, Estrada Velha do Aeroporto, Alphaville I e II, Jardim das Limeiras, Jardim Esperança, Marotinho, Mata Atlântica, parte de Cajazeiras, Parte de São Bartolomeu, Nova Brasília, Nova Cidade, Paralela Park, Recanto das Ilhas, São Marcos, São Rafael, Sete de Abril, Vale dos Lagos, Vila dois de Julho, Vila Mar, Vila S. Francisco, Vivenda dos Pássaros, Boca da Mata, Cajazeiras, Conj. Jaguaripe I, Fazenda Grande I a IV, Jardim Mangabeira, Águas Claras, Castelo Branco, Dom Avelar, Granjas Rurais, Jardim Cajazeiras, Pau da Lima, Porto Seco, Vila Canária, Alto da Boa Vista, Bela Vista do Lobato, Alto do Cabrito, Osório Vilas Boas, Parque Campinas, Alto de Pirajá, Conj. Pirajá, Conj. Vista da Bahia, Pirajá, Profilurb, Campinas de Pirajá, Marechal Rondon, Bairro da Felicidade, Bate Coração, Estrada da Base Naval, Gameleira, Ilha de São João, Paripe, São Tomé, Vila Naval, Alto de Coutos, Conj. Vista Alegre, Coutos, Fazenda Coutos, Nova Constituinte, Tubarão, Bonfim (parte baixa), Baixa do Fiscal, São Caetano, Largo do Tanque, Ribeira, Caminho de Areia, Massaranduba, Boa Viagem, Lobato, Roma, Jardim Cruzeiro, Calçada, Mares, Capelinha, Fazenda Grande do Retiro, parte da Liberdade, Orlando Gomes, parte da Paralela, Bairro da Paz, Loteamento Alamedas da Praia, Praias do Flamengo, Stella Maris, Lot.São Francisco, Placaford, Vila Dos Sargentos, Jardim Piatã, Colina da Fonte, Alto do Coqueirinho, Itapuã, Jardim Encantamento, Nova Brasília, Alphaville, Costa Verde, Mussurunga, parte da Paralela, Patamares, Pq. São Cristovão, Trobogy, Aeroporto, Boca do rio, Pituaçu, Jardim Imperial, Jardim Jaguaribe.

SDE garante autonomia dos distritos industriais de Luís Eduardo Magalhães e Santo Antônio de Jesus

Wagner assina autonomia dos distritos industriais de Luís Eduardo Magalhães e Santo Antônio de Jesus

Os municípios de Luís Eduardo Magalhães e de Santo Antônio de Jesus passaram, nesta quarta-feira (19), a ser responsáveis pela administração do Parque Industrial e do Distrito Industrial I, respectivamente. O acordo de cooperação foi firmado entre a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), a Superintendência de Desenvolvimento Industrial e Comercial (Sudic), a prefeitura de Luís Eduardo e a Associação do Distrito Industrial de Santo Antônio (Adisaj).

 "A autonomia garante mais agilidade na tomada de decisões sobre o que é melhor para a realidade local. Haverá maior interação entre as necessidades dos empresários e as do município, o que dinamizará a criação de empregos", explicou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner.

 O prefeito de Luís Eduardo, Oziel de Oliveira, acredita que a administração do parque pela prefeitura vai facilitar a gestão. "É um grande avanço e o Governo do Estado produz agora um momento novo. Isso vai nos ajudar como município para atração de novos negócios e investimentos. Nosso foco é criação de empregos e agregação de valor", afirmou.

 O parque industrial, que hoje abriga 70 indústrias na área de soja, algodão e frigorífico de frango, foi criado em 2001, com o objetivo de oferecer ao município uma plataforma de desenvolvimento agroindustrial, permitindo a transformação dos produtos e agregando valor para criação de emprego e renda em uma localidade basicamente de agronegócios.

 Já o presidente da Adisaj, Adriano Oliveira, destacou que administrar o distrito vai possibilitar mais agilidade nas ações de interesse da coletividade. "Nosso distrito é pequeno, são apenas 11 empresas, então temos receitas reduzidas. Nosso maior foco será a manutenção do local e temos planos de fazer um caixa para investimentos em interesses comuns como segurança", comentou o também sócio diretor de três empresas, a Bahia Vidro, Maxplast e Indamel.

 Lei nº 13.571 

 O diretor-presidente da Sudic, Jairo Vaz, explicou que o órgão era o responsável por fazer a manutenção e gestão dos distritos industriais no Estado. Até que, no ano passado, o governador Rui Costa sancionou a lei nº 13.571 de 18 de agosto de 2016 alterando leis anteriores. "Essa lei permite que a Sudic passe a gestão dos distritos para as prefeituras onde os distritos estão instalados ou as associações das empresas que ali estão instaladas", contou Vaz.

Feriado prolongado tem diversas atrações nos largos do Pelourinho

Em meio a uma série de apresentações e com passagens pelos principais festivais do Brasil, o BaianaSystem retorna ao Pelourinho, nesta quinta-feira (20), às 21h, no Largo Tereza Batista. Com o repertório de som e imagem do disco ‘Duas Cidades’ e novas inserções sonoras com trechos instrumentais. O show traz como convidado especial o repentista Bule Bule para subir ao palco e intervir nas rimas de Russo Passapusso. Os ingressos custam R$ 44. A programação dos Largos do Pelourinho recebe apoio do Governo do Estado, pelo Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI) da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult).

 No feriado desta sexta-feira (21) o Pelô apresenta uma diversidade de ritmos. O Samba Trator e convidados se apresentam no Largo Pedro Archanjo, às 19h, com entrada gratuita. E para quem gosta de música regional, o Largo Tereza Batista vai receber o evento Sertanejo e Samba Universitário, que leva ao palco a dupla Larissa Carvalho e Ronejo 18 e a Banda Miskuta, às 20h, gratuito. No Largo Quincas Berro D’Água, Carlos Catra se apresenta o show ‘Mistura Arretada’, às 20h e também com entrada franca. Sábado (22), tem o lançamento do disco CONECTE 1969, da banda Desrroche, às 21h, no Pedro Archanjo, aberto ao público.

 Já no domingo (23), o Largo Pedro Archanjo recebe às 15h o grupo Katulê e convidados, com entrada gratuita. O Largo Quincas Berro D’Água recebe o show da banda Balaio de Gato, que tá marcado para acontecer às 17h, também com entrada franca.

 Dando continuidade na programação, na terça-feira (25), no Largo Quincas Berro D’Água, a banda Samba Xibikada se apresenta às 20h, gratuito. No Largo Tereza Batista acontece Ensaio do Forró King, às 20h, também gratuito.

Obras resgatam Lar Franciscano e criam novo espaço de lazer

Pelas Ruas - Praça do Lar

Fundado em 1848, por membros da Ordem Terceira de São Francisco, o Lar Franciscano reaparece em todo o seu esplendor. A fachada e a área externa do palacete estão sendo recuperados por meio do projeto de Requalificação Urbana da Baixa dos Sapateiros. Em fase de conclusão, as obras contemplam ainda a construção da Praça do Lar Franciscano, que será mais uma opção de lazer do Centro Histórico de Salvador.

 Aos poucos, o imóvel, tombado pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac) como Bem Cultural da Bahia, tem despertado a atenção da população. "Eu nunca tinha prestado atenção ao Lar Franciscano. Toda vez que passava por aqui, eu nem olhava para o lado", comenta a estudante Deiusa Matos.

 Realizadas pelo Governo do Estado, por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano (Conder), as intervenções no Lar Franciscano e entorno são apresentados em vídeo da série ‘Pelas Ruas’, produzida pela Secretaria de Comunicação Social (Secom).

Indígenas vivem o desafio de adaptação às mudanças climáticas

Os pássaros não sobrevoam mais a floresta, os peixes já não sobem porque o rio não enche, o fogo se alastra muito rápido pela mata, a mandioca morre por falta de chuva, as árvores que dão material para a construção de casas e para o artesanato não têm força para crescer.

 Hoje (19), data em que é lembrado o Dia do Índio, um dos desafios das populações indígenas é o enfrentamento desses problemas, consequências das mudanças climáticas.

 Apesar de parecerem de simples solução para quem vive na cidade, para os povos das florestas, cada uma dessas mudanças é extremamente simbólica, como explicou o especialista do Instituto Socioambiental (ISA), Paulo Junqueira.

 Segundo ele, além de depender diretamente de um funcionamento equilibrado do meio ambiente, os índios têm nos sinais da natureza indicadores para diversos acontecimentos.
Fonte: Agência Brasil

terça-feira, 18 de abril de 2017

Andamento do projeto da ponte SSA-Itaparica é apresentado a prefeitos

ponte ssa -ilha

O vice-governador e secretário estadual do Planejamento, João Leão, esteve reunido, na tarde desta terça-feira (18), em Salvador, com os prefeitos dos dez municípios que serão diretamente impactados pelo projeto do Sistema Viário Oeste, que tem como principal obra a ponte Salvador – Ilha de Itaparica. Ele apresentou aos gestores municipais uma atualização do andamento do projeto e anunciou a chegada de técnicos chineses que irão trabalhar na iniciativa juntamente com o corpo técnico da Secretaria do Planejamento do Estado (Seplan).

 Ainda durante a reunião foi assinada uma carta conjunta do Governo do Estado com os representantes dos dez municípios dirigida ao presidente da República, Michel Temer. O documento solicita o apoio do governo federal ao projeto e reafirma a importância das obras para o desenvolvimento do estado da Bahia.

 Valença, Muniz Ferreira, Maragogipe, Jaguaripe, Salinas da Margarida, Aratuípe, Nazaré, Santo Antônio de Jesus, Vera Cruz e Itaparica foram os municípios representados na reunião. O Sistema Viário Oeste (SVO) busca criar um novo vetor de desenvolvimento no estado, impactando 250 municípios da Bahia. Além da construção de uma ponte com cerca de 12 quilômetros, de extensão entre Salvador e a Ilha de Itaparica.

 O projeto prevê uma série de intervenções para e melhoria da infraestrutura viária da região, entre elas, a requalificação da BA-001 na Ilha de Itaparica e construção de uma via alternativa para tráfego pesado; a duplicação da Ponte do Funil, entre Vera Cruz e Jaguaripe; a duplicação da BA-001 e BA-046, até Santo Antônio de Jesus; e a construção de um trecho de rodovia entre Santo Antônio de Jesus e Castro Alves e entre Castro Alves e a BR-116.

Uefs e Seplan promovem curso do PPA Municipal

A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), em parceria com a Secretaria do Planejamento do Estado (Seplan) e a União dos Municípios da Bahia, promove nesta quarta-feira (19), a partir das 9h, na sede da UPB, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, um curso de capacitação destinado a gestores e técnicos municipais para a elaboração do Plano Plurianual (PPA).

 A primeira etapa do evento, que tem como tema ‘Planejamento, Cenário e Oportunidades’, será uma sensibilização dos prefeitos para que incentivem a participação dos servidores nas oficinas de qualificação., Em Feira de Santana, a previsão é que até 90 profissionais participem da iniciativa, que vai acontecer no campus da Uefs, nos dias 3 e 4 de maio.

 Os planos plurianuais que as prefeituras vão elaborar terão vigência quadrienal (2018-2021) e são de elaboração obrigatória, de acordo determina o artigo 165 da Constituição Federal. Todo o conjunto de ações com vigência superior a um ano que as prefeituras pretendem executar precisam constar no PPA, que tem vigência de quatro anos e deve conter as diretrizes, objetivos e metas da gestão para o período. É elaborado sempre no primeiro ano de mandato e necessita estar em sintonia com os demais planos setoriais existentes no município.

 O curso também será realizado nos municípios de Vitória da Conquista (sudoeste), Juazeiro (norte), Itabuna (sul) e Lençóis (Chapada Diamantina). Nesta cidade, o evento vai acontecer no campus avançado da Uefs. A duração é de 16 horas e será ministrado ao longo do mês de maio. As inscrições podem ser feitas pelo site da Seplan, onde estão disponíveis mais informações.