terça-feira, 25 de abril de 2017

SIMPÓSIO DE DIREITO MÉDICO

Governo reforça segurança pública com fuzis doados pela Marinha

Governador Rui Costa participa da Solenidade de transferência de responsabilidade de armamentos da Marinha para as Polícias Militar e Civil, no 2º Distrito Naval

A Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP) reforçou, na manhã desta terça-feira (25), o armamento das Polícias Civil e Militar, com equipamentos doados pela Marinha do Brasil, por meio do Comando do 2º Distrito Naval. Em cerimônia com a presença do governador Rui Costa, realizada na sede do comando, no Comércio, em Salvador, foram entregues 100 fuzis automáticos leves e 200 carregadores.

 A doação foi realizada com a assinatura do termo de transferência de responsabilidade. Do total de fuzis, 85 serão destinados à Polícia Militar e 15 à Polícia Civil. Para o governador, os novos armamentos serão utilizados para reforçar a segurança. "Eu agradeço a essa instituição, que nos remete sempre a um exemplo de cidadania e disciplina. E agradeço por esta parceria e ´pela forte relação institucional que mantemos com a Marinha do Brasil. Infelizmente, temos a necessidade das nossas polícias se equiparem com armamentos cada vez mais potentes para fazer frente ao poderio da criminalidade, principalmente aquela relacionada ao tráfico de drogas. Mas isso não é tudo. Eu acredito que precisamos refundar valores da ética, educação e cidadania. São valores comprometidos que todos os dias levam jovens cada vez mais cedo para o mundo do crime. Precisamos combater o crime, mas também promover a corrente do bem, que virou slogan da PM, para reconstruir valores sociais importantes", ressaltou o governador.

 O armamento fazia parte da reserva estratégica da Marinha do Brasil e, antes de ser doado à SSP, passou por revisão e manutenção no Centro Tecnológico do Corpo de Fuzileiros Navais, na cidade do Rio de Janeiro. Essa não é a primeira vez que a Marinha faz esse tipo de doação. Em 2009 e 2011 também foram doados um total de 350 fuzis automáticos.

 Segundo o comandante do 2º Distrito Naval, vice-almirante Almir Garnier Santos, a cerimônia reforça os laços entre a Bahia e a Marinha do Brasil. "Temos mantido relações institucionais parceiras e positivas e essa é uma característica forte do Estado da Bahia. Essa harmonia tem contribuído para a promoção do bem-estar do povo desta terra e registro o privilégio de estar à frente do 2º Distrito Naval nessa cerimônia. Tenho orgulho dessa parceria e admiro o trabalho realizado pela Secretaria de Segurança Pública", afirmou o vice-almirante.

 De acordo com o titular da SSP, Maurício Barbosa, embora seja priorizada a prevenção, o serviço de inteligência e a negociação, antes da utilização de armas pesadas, as Polícias precisam estar preparadas e aptas para manusear esse tipo de armamento. “Nossa intenção nunca é a utilização das armas pesadas, sem que haja outras oportunidades de realização do trabalho de segurança pública. Mas também precisamos estar preparados para o uso desse armamento, e é por isso que agradeço à Marinha por mais esta doação. Continuamos investindo para o fortalecimento do nosso efetivo, com capacitações e requalificações importantes dos profissionais”.

Desenbahia viabilizará negócios e ações de fomento na Bahia Farm Show

A Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia) decidiu fortalecer o agronegócio da região oeste e desembarcar na Bahia Farm Show, a maior feira do gênero no Norte/Nordeste do Brasil, com campanha publicitária, estande, patrocínio e oferta de financiamentos em condições diferenciadas. O evento será realizado de 30 de maio a 2 de junho, em Luis Eduardo Magalhães.

 Segundo o presidente da agência, Otto Alencar Filho, a Desenbahia vai atender a demanda por financiamentos de máquinas e implementos agrícolas através das linhas Moderfrota e ABC, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), além de estender prazos e carências, apoiar projetos de irrigação, armazenamento, agricultura de baixo carbono e correção do solo e oferecer capital de giro associado para a agroindústria.

 “Vamos apresentar soluções técnicas e financeiras para projetos e empreendimentos que planejem agregar valor à produção, gerar empregos, renda e riqueza, o que requer uma visão de longo prazo. O caminho é oferecer taxas menores e maiores prazos e carências, respeitadas as realidades de cada projeto”, ressalta Otto Alencar Filho.

 No caso de projetos, a Desenbahia aumentou o limite do prazo de dez para 15 anos e ampliou a participação da agência em até 90% do financiamento. Por não ser uma instituição bancária, a agência não exige abertura de contas, nenhum tipo de reciprocidades e sem intermediários. Mais informações estão disponíveis no site da Desenbahia.

Secretaria da Educação lança manual que ajuda a identificar problemas oftalmológicos nos estudantes

A Secretaria da Educação do Estado desenvolveu um Manual Orientador para realização do Teste de Snellen – avaliação da acuidade visual. O material contribui para que os professores possam identificar possíveis problemas oftalmológicos nos estudantes e orientem os pais, as mães ou responsáveis a procurar um especialista, tendo em vista que alterações oftalmológicas podem interferir no processo de ensino e de aprendizagem dos estudantes.

 O manual faz parte do kit “Saúde Ocular nas Escolas”, que também é composto por um banner da Escala Optométrica. O material será distribuído para as escolas, mas o manual já pode ser acessado para download. O coordenador de Educação Ambiental e Saúde da Secretaria da Educação, Fábio Barbosa, explica que o manual foi elaborado em parceria com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) e o Grupo de Trabalho Intersetorial Estadual do Programa Saúde na Escola e, certamente, a identificação e resolução de problemas oftalmológicos contribuirão para os processos de ensino e da aprendizagem.

 “O objetivo é subsidiar o trabalho das escolas no que tange a identificação de estudantes com possíveis problemas oftalmológicos como erros de refração, miopia, astigmatismo, hipermetropia, além de outras patologias infecciosas que prejudiquem o ensino e a aprendizagem dos estudantes”, afirma Fábio Barbosa, ao destacar que “de posse do material, os professores serão instrumentalizados com uma formação específica e, a partir dessa formação, será possível que possam aplicar o teste nos estudantes, indicando aqueles que deverão ser encaminhados ao oftalmologista para exame especializado”.

 O documento reúne orientações de como o professor poderá detectar algumas alterações oftalmológicas que apontem a necessidade da aplicação do teste. Dentre os sintomas estão: o lacrimejamento, principalmente durante ou após realizar atividades que exigem esforço visual como ler; apertar ou arregalar os olhos para enxergar melhor; aproximar-se muito do quadro ou ainda aproximar muito do livro para ler; necessitar afastar os objetos do rosto para ver melhor e coceira contínua nos olhos.

 Acuidade Visual - A acuidade visual (AV) é o grau de aptidão do olho para identificar detalhes espaciais, ou seja, a capacidade de perceber a forma e o contorno dos objetos. A forma mais simples de diagnosticar a limitação da visão é medir a acuidade visual com a Escala de Sinais de Snellen. A escala utiliza sinais em forma de Letra E, organizados de maneira padronizada, de tamanhos progressivamente menores chamados optótipos. Em cada linha, na lateral esquerda da tabela, existe um número decimal que corresponde à medida da acuidade visual.

Sucesso da parceria entre Bahiafarma e empresa sul-coreana estimula negócios


A parceria de transferência de tecnologia entre a Bahiafarma e a sul-coreana GenBody Inc foi apresentada como exemplo de sucesso em encontro entre empresários e líderes de governo coreanos e representantes de empresas e governos do Brasil. A parceria resultou no desenvolvimento, entre outros, de testes rápidos para detecção de infecções por zika, dengue e febre chikungunya.

 Promovida pela Agência de Promoção de Negócios e Investimentos da Coreia (Kotra), a Conferência Brasil-Coreia da Indústria Médico-Farmacêutica ocorreu na segunda-feira (24), em São Paulo. Presente ao evento, o ministro da Saúde do país asiático, Chin-Yuob, qualificou a parceria entre a Bahiafarma e a Genbody como case de sucesso. Citando o diretor-presidente do laboratório público baiano, Ronaldo Dias, ele apontou o acordo como “um exemplo a ser seguido” por outras empresas e instituições interessadas em desenvolver negociações bilaterais.

 Palestrante do evento, Ronaldo Dias explicou aos participantes como o acordo entre os laboratórios foi elaborado e citou caminhos para estabelecer parcerias vantajosas aos dois países. “Nosso modelo, que resultou na aquisição, por parte do Ministério da Saúde, dos kits de diagnóstico rápido de arboviroses, serve como inspiração para o desenvolvimento de novos acordos nesse setor”, afirmou. “Parcerias assim fortalecem a saúde pública do Brasil e trazem benefícios à população brasileira”.

 Sobre a Bahiafarma

 A Fundação Baiana de Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico, Fornecimento e Distribuição de Medicamentos (Bahiafarma) é um laboratório farmacêutico público que tem como objetivo desenvolver e fornecer produtos, serviços e inovação tecnológica para a saúde pública do País.

 A Bahiafarma integra a administração pública indireta do Poder Executivo do Estado da Bahia, vinculada à Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). Tem como metas minimizar a dependência de importação de produtos e tecnologia, atuando de forma competitiva e econômica para o Sistema Único de Saúde (SUS), além de contribuir para a descentralização da indústria farmacêutica, farmoquímica e biotecnológica no País, hoje concentrada no eixo Rio/São Paulo.

Estado capacita gestores municipais para a aquisição de alimentos da agricultura familiar

A Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) promoveu nesta terça (25), em Cruz das Almas, a Oficina Estadual sobre Comercialização de Produtos da Agricultura Familiar. O evento, realizado no auditório da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-graduação da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB/PRPPG), segue até esta quarta-feira (26) e tem por objetivo incentivar os gestores públicos municipais a adquirirem produtos da agricultura familiar, por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

 Esta é a primeira etapa de uma busca ativa dos municípios baianos que ainda não compram produtos da agricultura familiar e daqueles que adquirem menos de 30% da quantidade determinada por lei. A meta da SDR é aumentar em pelo menos 20% a adesão de municípios ao PNAE.

 O próximo passo é multiplicar essa ação com a realização de oficinas nos 27 Territórios de Identidade, que começa no próximo dia 02 de maio, no Território de Irecê, com a mobilização e capacitação de gestores públicos municipais, especialmente das áreas de Agricultura e Educação. Além de capacitar, a SDR vai disponibilizar técnicos para orientar as prefeituras municipaisna elaboração dos editais de chamadas públicas para a execução do PNAE. Também serão realizadas 54 oficinas de capacitação para empreendimentos e gestores de municípios que já lançaram chamadas públicas.

 “Durante os meses de Fevereiro e Março visitamos todos os Territórios de Identidade da Bahia, com o objetivo de apresentar aos municípios uma cesta de serviços, programas e projetos da SDR que potencializam o desenvolvimento rural no Estado. Este evento é parte integrante dos compromissos que assumimos, pois sabemos que geralmente o volume da produção rural escoa de imediato onde está mais próximo, então é de extrema importância que haja mercado para o agricultor familiar vender seus produtos, obter renda e continuar produzindo”, destaca o secretário da SDR, Jerônimo Rodrigues.

 Ainda de acordo com o titular da SDR, essa ação deverá envolver outras secretarias de Estado estratégicas, consórcios públicos, colegiados territoriais e redes de produção da agricultura familiar, fazendo um mutirão para garantir a oferta de produtos e dinamizar a economia local.” Queremos,em parceria com as prefeituras, assegurar ainda, que nossas crianças possam comer produtos de qualidade e alimentos saudáveis nas escolas”.

Últimos dias de IPVA com 5% de desconto para placas com finais 3 e 4

Foto: Camila Souza/GOVBA

Os contribuintes que possuem veículos com placas de final 3 têm até esta quinta-feira (27) para quitar o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) com 5% de desconto, em cota única. Já os proprietários de automóveis de placas com final 4 têm um dia a mais para fazer jus ao abatimento, com o prazo encerrando-se nesta sexta (28).

 A Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-BA) oferece ainda a opção de pagamento do IPVA em três parcelas, desde que a primeira seja paga até os respectivos prazos finais. Caso o contribuinte prefira pagar em cota única sem desconto, as datas-limite são 29 de junho para placas de final 3 e 30 de junho para as de final 4.

 Para efetuar o pagamento, o contribuinte deve dirigir-se a uma agência ou caixa eletrônico do Banco do Brasil, Bradesco ou Bancoob, com o número do Renavam em mãos. Também neste mês de abril, os contribuintes com veículos de placa final 1 devem pagar a terceira cota do IPVA até o dia 27, ou então, para quem não parcelou o imposto, quitar a cota única, sem desconto, neste mesmo dia.

 Já os proprietários de veículos de placa final 2 que optaram pelo parcelamento devem estar atentos ao pagamento da segunda cota, que vence no dia 28. As datas de vencimento para as demais placas podem ser consultadas no calendário do IPVA 2017, disponível no site da Sefaz-BA, no Canal Inspetoria Eletrônica, IPVA.

 A Sefaz-BA ressalta que não encaminha para os contribuintes boleto de pagamento do IPVA. Em caso de dúvida, é possível entrar em contato com o call center da Sefaz, pelo 0800 071 0071. O pagamento é integrado: é necessário quitar ainda a taxa de licenciamento e eventuais multas relacionadas ao Renavan informado.

Olodum completa 38 anos e terá acervo digital

O Olodum participou da recepção da Tocha Olímpica no Pelourinho

O bloco afro Olodum completou hoje (25) 38 anos de fundação. O aniversário foi marcado pela assinatura de termo de compromisso com o governo da Bahia para criação do acervo digital do Centro de Documentação e Memória do Olodum. A partir da digitalização, imagens, áudios e documentos do bloco estarão disponíveis online em um portal na internet.

 No total, 234 mil peças devem compor o acervo digital do Olodum, como adereços, abadás, livros, documentos, fitas cassete e vídeos que narram a trajetória do bloco, além de discos de ouro, troféus, medalhas e homenagens recebidas em vários países.

 O termo foi assinado pela secretária de Promoção da Igualdade Racial da Bahia, Fábia Reys, e pelo presidente do Olodum, João Jorge Rodrigues.

 “É uma ação extremamente importante, que resgata toda a história da transformação do Olodum, de todos os trabalhos sociais que ele tem feito. Isso reforça o papel dele [Olodum] no processo educacional, ao reconhecer todo esse processo voltado para a formação de jovens entre15 e 19 anos, de percussão, de dança afro, da memória do povo negro da Bahia. A gente parabeniza a história do Olodum, que é o nosso grande patrimônio da Bahia”, disse a secretária.

 O Olodum desenvolve atividades de combate ao racismo e de incentivo à cultura entre jovens negros.

 “Estamos devolvendo à nossa cidade e ao nosso estado um pouco do que a gente acumulou, agora em forma de documentos digitais, que terão uma visão mais ampla das fantasias, dos momentos, dos memoriais, das músicas e dos fatos históricos que nós vivemos. Recebemos aqui Nelson Mandela, Paul Simon, Michael Jackson, e isso foi fundamental para abrir a Bahia para o mundo. Cabe ao Olodum repercutir esse conhecimento e devolvê-lo à Bahia e ao mundo de uma forma mais moderna e digital”, disse o presidente do bloco, que destacou o aproveitamento do portal para a educação formal.

 “Vai ser importante para educação escolar, em conhecimentos como o de Madagascar, do Egito, da Etiópia. Os estudantes poderão aprender por uma plataforma que cabe na mão. A oferta de conteúdo vai ajudar um pouco na formação dessas pessoas”, acrescentou João Jorge.
Fonte: Agência Brasil

Gastos de brasileiros no exterior sobem 50% no primeiro trimestre

Os gastos de brasileiros no exterior ficaram em US$ 1,530 bilhão em março deste ano, informou hoje (25) o Banco Central (BC). O resultado é 18,5% superior ao registrado no mesmo período do ano passado, quando os brasileiros gastaram US$ 1,291 bilhão. No primeiro trimestre, as despesas ficaram em US$ 4,469 bilhões, 50,4% acima dos gastos registrados de janeiro a março de 2016 (US$ 2,972 bilhão).

 Segundo o chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, o crescimento das despesas de brasileiros no exterior deve-se a um "câmbio mais favorável" e à melhora na confiança dos consumidores. "Temos visto nos últimos meses uma recuperação gradual da confiança. Isso constitui um estímulo para consumo", disse.

 As receitas de estrangeiros no Brasil ficaram em US$ 650 milhões, em março, e em US$ 1,846 bilhão nos três meses do ano. Como as despesas de brasileiros no exterior são maiores do que as receitas de estrangeiros, a conta de viagens internacionais ficou negativa em US$ 880 milhões, no mês passado, e em US$ 2,623 bilhões, no primeiro trimestre.

 Os dados parciais deste mês indicam que os brasileiros continuam gastando mais com viagens ao exterior. Em abril, até o último dia 20, as despesas ficaram em US$ 1,023 bilhão, enquanto as receitas chegaram a US$ 313 milhões. Se esse ritmo for mantido até o final do mês, as despesas vão registrar crescimento de 32% em abril, comparado do igual mês de 2016.
Fonte: Agência Brasil

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Curso técnico desperta estudantes para o empreendedorismo na área rural

Curso técnico desperta estudantes para o empreendedorismo na área rural

Os estudantes do curso técnico em Zootecnia do Centro Territorial de Educação Profissional do Médio Sudoeste da Bahia (Cetep), localizado em Itororó, já estão tendo contato com suas áreas de atuação no campo. Por meio de aulas práticas, eles aprendem sobre manejo de pastagem, contenção bovina, fabricação de queijo e iogurte.

 O grupo é estimulado ao empreendedorismo, tendo em vista que o curso foca no desenvolvimento territorial e na perspectiva de contribuir para que os futuros técnicos possam se beneficiar das demandas geradas pelas cadeiras produtivas locais, podendo permanecer nas suas cidades de origem.

 A família do aluno Thiago Alves Magalhães, 27 anos, é produtora de leite e o curso está o ajudando a agregar valor à pequena produção de queijos e iogurtes. “Eu já tinha o conhecimento bruto e agora estou adquirindo conhecimento técnico para ter uma noção completa de como é a produção. Estou gostando muito das aulas porque aprendemos sobre manuseio de utensílios, estocagem, normas de higiene e novas técnicas”, afirma.

 Já a estudante Paola Silva Santos, 15, está no primeiro ano do curso e teve o primeiro contato com animais nas aulas práticas. “Fiquei encantada com a possibilidade de me aproximar e poder tocar nos animais. Aprendi muito e tirei várias dúvidas com a professora que, por sinal, explica muito bem. Quero participar de muitas outras aulas como estas”.

 A professora Luana Pio ressalta a importância das aulas práticas para a formação dos estudantes. “As atividades práticas permitem que eles tenham contato com o campo e entendam as funções de um técnico em Zootecnia. Além disso, os estudantes conseguem assimilar os conteúdos de forma mais proveitosa”, destaca.

Sesab alerta para a vacinação contra a influenza

Sesab alerta para vacinação contra influenza

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) lembra à população que está em andamento a 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, que começou no dia 17 e deve imunizar este ano 3,6 milhões de pessoas na Bahia. O público alvo são os idosos a partir de 60 anos, crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), os trabalhadores da saúde, povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

 Em 2017, até o dia 1º deste mês, já foram notificados à Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep) 82 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), sendo que sete evoluíram para óbito. Entre os 82 casos notificados, sete foram ocasionados pelo vírus da influenza e cinco por outros vírus respiratórios. Nos sete casos de influenza, dois foram confirmados para influenza H1N1 e cinco para influenza H3N2. Em 2016, no mesmo período, foram notificados 216 casos de SRAG, com 28 óbitos, sendo 51 confirmados para H1N1 e nenhum para H3N2.

 A campanha prossegue até o dia 26 de maio. O dia 13 será o 'Dia D de Vacinação', quando estarão funcionando 3.600 unidades de saúde (centros, postos e USF) em todo o estado. O coordenador do Programa Estadual de Imunização, Ramon Saavedra, chama à atenção da população para a necessidade de se vacinar. "Para se ter ideia, no período de janeiro a julho de 2016, foram confirmados 150 casos e 30 óbitos por H1N1. A maior incidência dos casos confirmados para Influenza A H1N1 foi verificada entre os menores de cinco anos. No entanto, a maior letalidade foi verificada entre os maiores de 50 anos”.

Empresas devem investir R$ 1,5 bilhão e gerar três mil empregos na Bahia

Apesar da crise econômica e política que atinge o País, a Bahia continua sendo um bom ambiente para a realização de negócios. Apenas nos três primeiros meses do ano, 28 empresas assinaram protocolos de intenção com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE), o que significa a possibilidade de investimentos de R$ 1,5 bilhão e a criação de mais de três mil novos empregos.

 Em março, os destaques foram a indústria de alimentos J. Macedo, detentora da marca Dona Benta, que pretende investir R$ 148 milhões na ampliação da produção, abrindo mais 378 postos de trabalho, e a Central Eólica Babilônia. Esta, com cinco empreendimentos no município de Morro do Chapéu, deve investir cerca de R$ 885 milhões, impactando positivamente na economia da Chapada Diamantina.

 "A prioridade do governador Rui Costa à atração de novos investimentos tem dado resultado. As contas do estado equilibradas, ao contrário do que ocorre em outros estados, são uma vitrine para o empresário, que percebe que aqui há estabilidade para que seus investimentos deem retorno. Além disso, a qualidade da nossa mão de obra é incontestável", afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner.

 Ainda no trimestre passado, oito empreendimentos foram implantados na Bahia, significando investimento de R$ 18,7 milhões e geração de 1.175 empregos. São cinco novos empreendimentos e três ampliações. Em março, o destaque foi a Usina Massa. Mesmo em meio à crise no setor de construção civil, a produtora de argamassas realizou investimentos de R$ 2 milhões.

 Há um total de 339 empreendimentos com previsão de implantação até 2018, com investimentos estimados em R$ 22,6 bilhões e criação de 23,4 mil postos de trabalho. Entre os projetos, o segmento de Eletricidade e Gás destaca-se com previsão de investimentos de R$ 10 bilhões, para os dois próximos anos.

Mais de 28 mil candidatos realizam provas no Vestibular Uneb 2017.2

vestibular

As provas do Vestibular da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) tiveram início na manhã de domingo (23), com Língua Portuguesa (incluindo Literatura Brasileira), Língua Estrangeira (Inglês, Espanhol ou Francês) e Ciências Humanas (História, Geografia e Atualidades), além da redação, e prosseguem nesta segunda-feira (24). Participaram 28.746 candidatos, que concorrem a 3.185 vagas distribuídas em 112 opções de cursos de graduação presenciais, oferecidas nos campi de Salvador e outras 22 cidades baianas, com entrada para o segundo semestre de 2017.

 Aproximadamente 2.600 profissionais estão trabalhando para garantir a realização do certame em 28 estabelecimentos da capital e 67 do interior do estado, contemplando 24 cidades onde a universidade possui campus. Nesta edição do vestibular, constam duas novas opções de cursos - Medicina Veterinária (Barreiras) e Administração (Juazeiro), sendo que esta última será oferecida na modalidade semipresencial. Ambas as graduações oferecem 40 vagas.

 “Mesmo com todas as dificuldades, é importante ressaltar que a Uneb é viva e continua se organizando e avançando, com muita responsabilidade e compromisso, para a oferta de novas opções e atenta a todas as metodologias, se adequando ao contexto de um grande estado, como a Bahia”, afirmou o reitor José Bites de Carvalho, que visitou locais de prova em Salvador.

 Nesta segunda serão aplicadas as provas de Matemática e Ciências da Natureza (Física, Química e Biologia), com duração máxima de 4 horas, como estabelece o edital de convocação para os exames. Para o segundo dia do certame, o Centro de Processos Seletivos (CPS) da Uneb reforça as orientações já divulgadas aos candidatos - comparecer aos estabelecimentos munidos de documento de identificação original (o mesmo utilizado na efetivação da inscrição) e não utilizar telefones celulares e outros aparelhos eletrônicos, conforme prevê o edital. Por motivo de segurança, os gabaritos das provas dos dois dias do concurso serão divulgados a partir da próxima quarta-feira (26). O resultado final do Vestibular 2017.2 deverá ser divulgado a partir do dia 29 de maio.

Hipertensão pode reduzir em 16 anos a expectativa de vida

O Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial (26 abril) é uma importante data para falar sobre a doença capaz de reduzir em 16 anos a expectativa de vida do paciente que não segue tratamento adequado. O médico do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), em Salvador, Luiz Sérgio Alves Silva, especialista em cardiologia e hipertensão arterial, esclarece as principais especificidades da doença ‘silenciosa’.

 Hipertensão arterial, como explica o profissional, é uma doença na qual a força que o sangue exerce sobre a parede das artérias está elevada a maior parte do tempo. Ou seja, acima de 140 mmHg, quando o coração se contrai (sístole; pressão máxima), ou acima de 90 mmHg, quando o coração se relaxa (diástole).

 “O paciente com pressão alta não sente nada. Muitas vezes, a doença é diagnosticada quando acontece uma complicação como infarto do miocárdio ou acidente vascular cerebral, o popular derrame. Daí, a importância de, ao menos uma vez ao ano, aferir a pressão arterial com um profissional da saúde”, afirma Luiz Sérgio.

 Segundo o cardiologista, os idosos são mais propensos a desenvolver hipertensão arterial. “Se uma pessoa chega aos 69 anos de idade com pressão normal, o risco de ela ficar hipertensa até o final da vida é de 90%. A doença afeta homens e mulheres. Crianças também podem desenvolver a doença, mas a frequência é menor que em adultos”. Na capital baiana, a frequência de hipertensão na população adulta de 20 anos ou mais de idade é de 30%, sendo maior nas mulheres (32%) que nos homens (32%). Em negros, o número cresce - 32% em homens e 41% nas mulheres.

 Os fatores de risco de hipertensão podem ser classificados como genéticos ou adquiridos. No caso de um ou ambos os pais serem hipertensos, o risco do paciente se tornar hipertenso aumenta. É a herança genética. Já entre os fatores de risco adquiridos, o mais importante é a obesidade. No entanto, deve-se considerar consumo excessivo de sal, consumo baixo de potássio (presente nos vegetais, principalmente crus), consumo baixo de cálcio (leite e derivados), sedentarismo, consumo excessivo de bebida alcoólica e o envelhecimento.

 “Enquanto não ocorrer uma complicação da hipertensão, o paciente vive normalmente. Mas, se acontecer um acidente vascular cerebral, o dano físico pode ser permanente e grave, a exemplo de paralisias. Outra complicação relevante é o infarto do miocárdio, que causa grande número de mortes no nosso país e no estado da Bahia”, avalia o médico do HGRS.

 O tratamento da hipertensão pode ser farmacológico, com remédios chamados de anti-hipertensivos, e não farmacológico, que envolve mudança do estilo de vida. As adequações na rotina são tão importantes quanto o uso de medicações. Um hipertenso que não se trata tem, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), uma redução na expectativa de vida de até 16,5 anos.

Marinha do Brasil doa 100 fuzis ao Governo da Bahia

Nesta terça-feira (25), às 9h, o governador Rui Costa e o comandante do 2º Distrito Naval, Vice-Almirante Almir Garnier Santos participarão de uma cerimônia para a entrega de 100 unidades do Fuzil Automático Leve – FAL 7,62 mm, doados pela Marinha do Brasil à Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP/BA). A solenidade será realizada no Comando do 2º Distrito Naval, no bairro do Comércio, com a apresentação do armamento que será entregue à polícia baiana.

 Do total de fuzis, 85 serão destinados à Polícia Militar e 15 à Polícia Civil da Bahia. O armamento fazia parte da reserva estratégica da Marinha do Brasil e passou por revisão e manutenção no Centro Tecnológico do Corpo de Fuzileiros Navais, na cidade do Rio de Janeiro, antes de ser disponibilizado para a doação, que atendeu a uma solicitação da SSP/BA.