sexta-feira, 25 de maio de 2018

Cicom e Disep reforçam segurança pública em Teixeira de Freitas

Governador Rui Costa inaugura o Centro Integrado de Comunicações, o Distrito Integrado de Segurança Pública, entrega Sistema de Abastecimento de Água, viaturas, pavimentação de vias, ambulância, tratores agrícolas, kit de instrumentos musicais ao ICED, assina Ordem de Serviço para duplicação e pavimentação da BA 290 e para início das obras de adensamento no Sistema de Esgotamento Sanitário, no município de Teixeira de Freitas

Nesta sexta-feira (25), após visitar Nova Viçosa, o governador Rui Costa passou a tarde em Teixeira de Freitas, no extremo sul da Bahia. O município foi palco de uma série de inaugurações nas áreas de segurança pública e abastecimento de água, como o Centro Integrado de Comunicações (Cicom), que vai beneficiar as populações de Teixeira de Freitas, Itamaraju, Nova Viçosa, Mucuri, Prado, Medeiros Neto, Alcobaça, Caravelas, Itanhém, Jucuruçu, Ibirapuã, Vereda e Lajedão.

 "Um dia de trabalho. Pela manhã, em Nova Viçosa, obras de estrada, abastecimento de água e agricultura familiar. E agora, em Teixeira de Freitas, obras de esgotamento sanitário, abastecimento de água, inauguração do Cicom e do Disep, além da duplicação da entrada da cidade. Enfim, são muitas obras e muito trabalho. Isso garante melhor infraestrutura e melhores condições de segurança para Teixeira de Freitas", afirmou Rui.

 O Cicom, que recebeu R$ 1,66 milhão em investimentos, centraliza todas as ligações dos serviços de emergência 190 (Polícia Militar), 197 (Polícia Civil) e 193 (Bombeiros), nas 13 cidades contempladas. Um efetivo de 18 policiais atuará no Cicom. "Todas as pessoas que ligarem para esses números serão atendidas aqui e daqui faremos o despacho das viaturas. Ou seja, a gente tem uma noção exata de onde as viaturas estão e quais os meios a serem empregados. Todos ganham muito com esse equipamento", destacou o secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa.

 Ainda em Teixeira de Freitas, o governador inaugurou o 30º Distrito Integrado de Segurança (Disep). Assim como em outros 29 municípios que já possuem a estrutura, o equipamento integra as corporações de segurança. No espaço, com 1,6 mil metros quadrados de área construída, 40 policiais vão atuar e recepcionar a população com mais conforto e agilidade. A obra exigiu um montante de R$ 1,36 milhão. Na ocasião, 17 viaturas foram entregues para a Polícia Militar.

 Além da segurança pública, uma das prioridades do Governo do Estado é levar água tratada para os moradores de todas as localidades, principalmente aquelas mais afastadas. Em Teixeira de Freitas, o governador entregou diversas obras que melhoram a distribuição da água. Foram aplicados R$ 2,43 milhões na implantação de adutora; ampliação da casa de bombas; instalação de válvula de retenção; melhorias em estações de tratamento e comportas; e implantação de rede de distribuição.

 Rui também assinou ordem de serviço para a construção da segunda etapa do esgotamento sanitário do município, no valor de R$ 6,7 milhões. Outro documento garantiu o início imediato das obras de duplicação da BA-290, no trecho de travessia urbana de Teixeira de Freitas, com R$ 6,3 milhões em investimentos.

Redes de cooperativas da agricultura familiar discutem aprimoramento da comercialização

O segundo dia do Encontro Estadual de Redes de Cooperativas da Bahia, realizado nesta sexta-feira (25), no município de Feira de Santana, foi marcado por uma palestra sobre comercialização, feita por Vital de Carvalho Filho, diretor da Moeda Semente, instituição de Brasília que trabalha com fundo rotativo.

 De acordo com Vital, a comercialização precisa ser pensada como sistema, onde há logística e estruturas de apoio, precisam ser implantadas para a garantia do negócio. “Quando pensamos em uma loja, seja para na comunidade, no centro do município ou no shopping, as estratégias são as mesmas. A gente pensa a rede de lojas, se tem viabilidade e há um plano de negócios, quais são as ferramentas tecnológicas para gestão, e a identidade visual que expresse o todo, mas que não deixe de mostrar a peculiaridade territorial, de maneira que a gente olhe para a marca, veja que faz parte de uma rede”, explicou.

 O evento foi marcado por uma série de discussões e compartilhamentos de informações acerca da comercialização dos produtos da agricultura familiar em lojas próprias, centrais de distribuição e redes de comercialização. No cerne do debate, discutiu-se como será possível trabalhar de maneira conjunta, articulada e integrada, para acessar novos mercados apresentando para o publico consumidor o mix da produção rural baiana.

 O diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), Wilson Dias, após ver a sistematização das pautas que foram discutidas entre as entidades, destacou que o primeiro passo “é pensar ações de curto, médio e longo prazo, e o que pode ser colocado em prática com mais rapidez”.

 Dias lançou, como proposta experimental, a possibilidade de ter um “caminhão de coleta e distribuição de produtos nos territórios, com uma rota estratégica que pudesse abastecer as lojas com a diversidade da agricultura familiar baiana, para dinamizar comercialização dos empreendimentos já em atividade”, sugeriu.

 Feira do Semiárido 

 O evento foi realizado em dois dias e fez parte da programação da 11ª Feira do Semiárido, que termina nesta sexta (15), no campus da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), com o objetivo de discutir e refletir sobre as políticas públicas e, desenvolvimento territorial, que estão em curso. O encontro teve a participação de mais de 60 pessoas, entre elas representantes das redes Gavião, Caatinga, Arco Sertão, Frutos da Caatinga, Mata Atlântica, Mulheres, Monte Sabor e outras.

 Como encaminhamento final, elaborou-se um documento no qual consta um cronograma de encontros, nos meses de Julho, setembro e dezembro, para dar continuidade do trabalho, em conjunto, com o objetivo de aprimorar a comercialização e garantir êxito no escoamento da produção rural nas diversas frentes de mercados.

Gerenciamento costeiro dos municípios baianos é discutido em seminário

Secretaria de Meio Ambiente promove Seminário Gerenciamento Costeiro

Com um litoral de 1.100 quilômetros, a Bahia possui a maior faixa costeira do país e os desafios para gerenciar uma área com esta extensão são inúmeros. Para fomentar este debate, a Secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema) promove, nesta sexta-feira (25), o seminário ‘Desafios e Perspectivas do Gerenciamento Costeiro da Bahia’. O evento reúne representantes de 53 municípios localizados na costa baiana, de órgãos ambientais como Inema, Ibama, representantes da sociedade civil, entre outros.

 O secretário do Meio Ambiente do Estado, Geraldo Reis, salientou que a temática é bastante delicada em função das muitas atividades econômicas que são realizadas na área costeira. “Este seminário tem o objetivo de qualificar os municípios para que possam elaborar seus planos de gerenciamento costeiro. A parte litorânea do nosso Estado comporta uma densidade populacional e urbana maior, portanto, há um processo de múltiplos usos desse espaço e às vezes conflitos por conta dessa utilização. Temos problemas relacionados a grandes condomínios ou equipamentos da esfera do turismo, que nem sempre são bem planejados e isso gera conflitos sociais, quando afeta comunidades tradicionais ou comunidades vinculadas à pesca artesanal. Por isso a necessidade que temos de qualificar esses municípios para que eles possam ajudar nesse processo de reordenamento e de compatibilização dos vários usos da nossa costa”, esclarece.

 A expectativa é de que ao final do seminário seja firmado um compromisso para a elaboração dos Planos Municipais de Gerenciamento Costeiro (PMGC), bem como a montagem efetiva dos Fóruns Territoriais do Gerenciamento Costeiro da Bahia (Gerco). “Estamos discutindo com todos os municípios que compõem a zona costeira da Bahia para que possamos criar os fóruns regionais e a partir daí orientá-los para a elaboração dos planos. O debate de hoje tem por finalidade a construção de uma agenda para o mês de julho, quando nos reuniremos em cada uma das regiões para que possamos estruturar ações para o desenvolvimento dos planos municipais”, explica Aderbal de Castro, superintende de Política e Planejamento Ambiental da Sema.

 O professor Marcus Polette da Universidade do Vale do Itajaí (Univali) foi o palestrante convidado para o evento e ressalta que a implementação da Política Nacional de Gerenciamento Costeiro, que completa 30 anos em 2018, é um caminho para solucionar os diversos impasses existentes, além de propor novos caminhos para abordar esta questão. “A Bahia é o maior litoral brasileiro com características ambientais muito diversas e Salvador é a segunda maior metrópole costeira do país. Temos muitas potencialidades para o turismo de sol e praia, que tem trazido milhares de pessoas para o litoral. Diante deste cenário, é necessário criar políticas públicas que possam ordenar e planejar o futuro da região. Os desafios são inúmeros e a implementação do gerenciamento costeiro é importante para entender a realidade dos municípios e propor soluções para os diversos tipos de problemas”, pontua.

 O seminário é realizado até o final do dia desta sexta-feira (25) no Centro de Treinamento da Secretaria de Desenvolvimento Rural, na Avenida Dorival Caimmy, em Itapuã.

Conta de luz terá bandeira tarifária mais cara em junho

Conta de luz

As contas de luz em junho terão bandeira tarifária vermelha no patamar 2, o maior patamar entre as faixas tarifárias. Com isso, haverá cobrança extra nas contas de luz de R$ 5,00 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. A cobrança da nova bandeira foi anunciada hoje (25) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

 De acordo com a Aneel, a decisão foi tomada em razão do fim do período chuvoso e a redução no volume dos reservatórios das usinas hidrelétricas. Com isso, há a necessidade de usar energia produzida pelas usinas termelétricas, que têm maior custo de produção.

 "Com o fim do período úmido, os reservatórios do Sul apresentaram redução de volume provocando o aumento do risco hidrológico (GSF) e o preço da energia no mercado de curto prazo (PLD). Além disso, a previsão de chuvas é baixa quando comparada à média histórica. O GSF e o PLD são as duas variáveis que determinam a cor da bandeira a ser acionada", disse a agência.

 Em maio, vigorou a bandeira tarifária amarela, em que há adicional de R$ 1 na conta de energia do consumidor a cada 100 kWh consumidos. Nos quatro primeiros meses dos ano, vigorou a bandeira verde, em que não há cobrança extra na conta de luz.

 Na terça-feira (22), o presidente da Aneel, Romeu Rufino chegou a afirmar que a tendência era de manutenção da bandeira amarela. Segundo Rufino não houve alterações relevantes nas condições que levaram a agência a adotar a bandeira amarela agora em maio.

 Sistema 

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado, de acordo com a Aneel, para sinalizar aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica. A adoção de cada bandeira, nas cores verde, amarela e vermelha (patamar 1 e 2), está relacionada aos custos da geração de energia elétrica. No patamar 1, o adicional nas contas de luz é de R$ 3,00 a cada 100 kWh; já no 2, o valor extra sobe para R$ 5,00.

 Com a adoção da bandeira vermelha, a Aneel aconselha os consumidores a adotar hábitos que contribuam para a economia de energia, como tomar banhos mais curtos utilizando o chuveiro elétrico, não deixar a porta da geladeira aberta e não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar condicionado, entre outros.
Fonte: Agência Brasil

Atividade e emprego continuam em queda na indústria da construção

Construção civil

O nível de atividade e o emprego continuam em queda na indústria da construção. O indicador de nível de atividade caiu para 46,9 pontos e o de número de empregados recuou para 44,6 pontos em abril. As informações são da Sondagem Indústria da Construção, divulgada hoje (5) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

 Os indicadores da pesquisa variam de zero a cem pontos. Quando estão abaixo de 50 apontam recuo da atividade e do emprego.

 A pesquisa mostra ainda que o nível de utilização da capacidade de operação ficou em 60% no último mês. Isso significa que o setor operou com 40% das máquinas, dos equipamentos e dos trabalhadores parados.

 No entanto, os empresários estão otimistas com o desempenho do setor nos próximos meses. Todos os índices de expectativas estão acima dos 50 pontos, indicando que os industriais apostam no aumento da atividade, dos novos empreendimentos e serviços, da compra de matérias-primas e no número de empregados nos próximos seis meses.

 De acordo com o levantamento da CNI, o índice de confiança do empresário da construção (ICEI-Construção) diminuiu um pouco e ficou em 53,8 pontos em maio, acima da média histórica de 52,9 pontos e da linha divisória dos 50 pontos, que separa a confiança da falta de confiança. “Isso é resultado do otimismo dos empresários em relação ao desempenho das empresas e da economia nos próximos seis meses”, diz a confederação em nota.

 O indicador de expectativas para os próximos seis meses ficou em 57,3 pontos em maio. Mas a percepção sobre a situação presente dos negócios piorou. O indicador de condições atuais caiu para 46,7 pontos.

 A pesquisa mostra ainda que a disposição dos empresários para investir também diminuiu. O índice de intenção de investimentos recuou 1,9 ponto em relação a abril e ficou em 33,3 pontos em maio.

 A edição da pesquisa Sondagem Indústria da Construção ouviu 541 empresas do setor entre os dias 1º e 14 de maio. A pesquisa completa está disponível na página da CNI.
Fonte: Agência Brasil

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Setur articula parceria para elaborar Rota do Artesanato Baiano


As secretarias estaduais do Turismo (Setur) e do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) começaram a formular um plano conjunto de desenvolvimento do artesanato da Bahia. Um dos objetivos do trabalho é o estímulo à produção associada ao turismo, considerada importante atividade geradora de renda para comunidades baianas.

 A ideia é implantar centros de artesanato conjugados com postos de atendimento aos visitantes nas 13 zonas turísticas da Bahia. “Além de criar pontos de venda, queremos estimular a visitação aos polos de produção artesanal baiana, a exemplo de Maragogipinho, na Baía de Todos-os-Santos”, explica o secretário do Turismo do Estado, José Alves.

 Após participar, nesta quinta-feira (24), de reunião articulada pela Superintendência de Serviços Turísticos, na sede da Setur, a coordenadora de Fomento ao Artesanato da Setre, Luciana Embilina, destacou que o plano prevê a criação da Rota do Artesanato da Bahia. “Criaremos roteiros diversos, como os caminhos do bordado, do artesanato mineral e cerâmica, dentre outros”, detalhou.

 A Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) também será parceira e dará apoio técnico ao projeto. “Para contribuir com o desenvolvimento econômico territorial, podemos elaborar planos de negócio e cuidar das estratégias de acesso ao mercado”, acrescentou Juliana Araújo, diretora de Relações Empresariais, também integrante do grupo de trabalho.

Detran-BA defende placa Mercosul em dezembro no 61° Encontro Nacional dos Detrans

A garantia de mais segurança na implantação da placa veicular Mercosul foi o tema discutido pelo Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA), nesta quinta-feira (24), em Brasília, na reunião técnica que antecede o 61° Encontro Nacional dos Detrans.

 Enquanto alguns estados pedem a prorrogação do prazo para a entrada em vigor da nova placa, determinado pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para 1° de dezembro, a Bahia quer que a data seja mantida.

 O diretor-geral do Detran-BA, Lúcio Gomes, foi enfático. "Não dá mais pra mudar o prazo, em prejuízo da segurança no controle do registro de veículos. A Bahia se preparou para adotar o padrão Mercosul no emplacamento, com o objetivo de evitar fraudes e ampliar a fiscalização. Esperamos que o Denatran não volte atrás".

Polícia Militar promove palestra sobre mercado de trabalho

Integrantes da 19ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Paripe) realizaram, na quarta-feira (23), uma palestra sobre carreira militar e inserção no mercado de trabalho, para alunos da Escola Municipal de Fazendas Coutos, com idade entre 16 e 18 anos. Dentre outras coisas, tiraram dúvidas a respeito de como ingressar na Polícia Militar da Bahia e em instituições (Exército, Marinha e Aeronáutica) das Forças Armadas.

 Conforme declarou o comandante da 19ª CIPM, major Elsimar Leão, atividades como essa são sempre realizadas pela unidade, em parceria com a Base Comunitária de Segurança (BCS) de Fazenda Coutos. “Já é nosso hábito visitar escolas da localidade. Fizemos questão de esclarecer para os alunos, que o estudo é fundamental para alcançar um emprego melhor e crescer profissionalmente”, ressaltou.

Governador assina projeto que estimula conhecimento sobre a democracia em escolas

Assinatura de convênio com o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) e a Escola Judiciária Eleitoral (EJE/BA), para a cooperação técnica sobre o Projeto Eleitor do Futuro - Educação para a Cidadania

Promover o exercício da cidadania e estimular o conhecimento sobre democracia, voto e política entre crianças e adolescentes. Com esse objetivo, o governador Rui Costa participou, na manhã desta quinta-feira (24), da assinatura de um termo de cooperação técnica com o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), a Assembleia Legislativa (ALBA) e a Escola Judiciária Eleitoral (EJE/BA) para a criação do Projeto Eleitor do Futuro - Educação para a Cidadania. O intuito é debater os temas com alunos nas escolas da rede pública participantes da iniciativa.

 Desenvolvido pela EJE, nos termos do art. 1º, inc. II, da Resolução TSE nº 23.482/2016, o projeto envolverá os estudantes em uma eleição simulada, abrangendo cargos eletivos como governador, prefeito, deputado estadual e vereador. Os candidatos poderão acompanhar um dia de trabalho de um representante político real, investido em cargo equivalente ao qual foram escolhidos na votação. A ideia é criar para os estudantes a experiência de conhecer de perto o trabalho de representantes de alguns cargos públicos e entender o funcionamento do sistema democrático.

 “A iniciativa tem como proposta a formação desses jovens no que diz respeito à cidadania, para que eles, ainda na idade em que não votam, comecem a aprender e a debater, por exemplo, quais são as funções de um governador, de um presidente da Assembleia, quais são os limites e as possibilidades desses e outros cargos, para que possam se aproximar do assunto. Eu acredito que para uma nação ser forte, as instituições e a democracia precisam ser fortes, e, para isso, o povo precisa abraçar e se apaixonar pelos valores e pilares da democracia. Acompanhar essas questões desce cedo é muito importante, por isso é que apoiamos e garantimos as condições para a realização dessa iniciativa da Justiça Eleitoral”, afirmou o governador Rui Costa.

 Eleição 

 Seis escolas, que ainda serão escolhidas, participarão do projeto. O público alvo é de crianças e adolescentes devidamente matriculados em escolas da rede pública do ensino fundamental II (6º ao 9º ano). Cada uma escolherá seus candidatos e encaminhará os nomes e fotos dos jovens à Escola Judiciária Eleitoral, a fim de que os dados sejam inseridos em urnas eletrônicas.

 As unidades de ensino se reunirão num encontro onde os selecionados irão expor propostas, com apoio dos professores, de ações que podem ser adotadas pelo poder público para a melhoria nas áreas da educação, saúde e segurança. Após ouvirem as propostas, os estudantes presentes participarão de uma votação simulada em urnas eletrônicas, devidamente parametrizadas com os nomes dos candidatos, formando seções eleitorais, uma para cada colégio.

O documento assinado nessa quinta-feira (24) prevê a viabilização de ônibus para o deslocamento dos estudantes e professores responsáveis das escolas ao local do evento, assim como lanches para os participantes.

Ações da Petrobras caem 14,5% e dólar sobe com greve de caminhoneiros

A decisão da Petrobras de reduzir e congelar o preço do diesel por 15 dias gerou um efeito cascata no mercado financeiro. As ações da Petrobras fecharam esta quinta-feira (24) com queda de 14,5% nos papéis ordinários (com direito a voto em assembleia de acionistas) e de 13,71% nos papéis preferenciais (com preferência na distribuição de dividendos).

 O recuo das ações da Petrobras, os papeis mais negociados na bolsa de valores, fez o índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, encerrar o dia com retração de 0,92%, aos 80.122 pontos. Ontem (23), o indicador tinha caído 2,26%.

 A Petrobras reduziu em 10% o preço do diesel nas refinarias por 15 dias, para atender parcialmente às reivindicações dos caminhoneiros que estão parados desde segunda-feira (21) em diversas rodovias do país. As expectativas de que as diminuições de impostos em discussão provoquem perda de arrecadação para o governo agravaram as tensões no mercado financeiro.

 Depois de três sessões seguidas de queda, o dólar comercial fechou o dia vendido a R$ 3,648, com alta de R$ 0,023 (0,64%). Por volta das 15h50, a moeda norte-americana atingiu R$ 3,656, na máxima do dia.
Fonte: Agência Brasil

Comércio deve ter movimento tímido na Copa do Mundo, dizem lojistas

A menos de um mês para o início da Copa do Mundo na Rússia, ainda é pequeno o movimento do comércio lojista especializado em produtos verde e amarelo. A expectativa dos lojistas é de que as vendas cresçam 1% durante a competição, expectativa que pode aumentar à medida que o Brasil avance.

 É o que revela pesquisa do Centro de Estudos do Clube dos Diretores Lojistas do Rio de Janeiro (CDL-Rio), que ouviu 500 lojistas do município do Rio de Janeiro, dos ramos de eletroeletrônicos, artigos esportivos, decoração, roupas, calçados, papelaria e brinquedos para conhecer a expectativa dos empresários com a Copa do Mundo.

 De acordo com a pesquisa 92% dos empresários ouvidos disseram que televisores, artigos esportivos (camisas da seleção, meias, calções, bermudas, bonés, bolas), calçados (especialmente tenis), brinquedos (bonecos alusivos à Copa e miniaturas dos jogadores da seleção) e artigos de decoração devem ser os produtos mais vendidos. Dos entrevistados 97% acham que o movimento de vendas nos dias de jogos do Brasil será reduzido.

 O presidente do Clube de Diretores Lojistas do Rio, Aldo Gonçalves, disse que os lojistas estão preocupados com as vendas, principalmente nos dias de jogos do Brasil. “Na última Copa, em 2014, o fraco desempenho da equipe brasileira refletiu negativamente no comércio de produtos verde-amarelo. Isso resultou em um estoque encalhado da ordem de R$ 12,8 milhões no estado do Rio e de R$ 5,7 milhões na cidade, entre camisetas, cornetas, canetas, chinelos, boné, bandeira para carro, bola e outros itens temáticos”.

 Gonçalves lembra também que nas Olimpíadas realizadas no Rio, em 2016, o comércio esperava um aumento de 5% e vendeu menos de 2%. “Isso mostra que eventos dessa grandiosidade acabam tirando o foco das pessoas para o consumo. As vendas acabam ficando concentradas nos setores de alimentação e entretenimento. Além disso, o nosso principal adversário no campo das vendas é a informalidade que tomou conta da cidade e que sempre aumenta muito em épocas com essa. É uma concorrência desleal, que prejudica bastante o comércio formal, que emprega, paga aluguel e impostos”, acrescentou.
Fonte: Agência Brasil

Casos de câncer devem aumentar 58% até 2035, diz Fundo de Pesquisa

Um relatório do Fundo Mundial de Pesquisa sobre o Câncer (WCRF - World Cancer Research Fund, em inglês) alerta para o grande aumento de casos de câncer nos próximos anos. O documento intitulado "Dieta, Nutrição, Atividade Física e Câncer: uma Perspectiva Global", divulgado hoje (24), ressalta o excesso de peso e a obesidade, somados a estilos de vida com pouco exercício e muita comida "rápida" e processada, como principais fatores no desenvolvimento do câncer.

 Em 2012, foram registrados cerca de 14,1 milhões de casos de câncer em todo o mundo (7,4 milhões de casos em homens e 6,7 milhões em mulheres). De acordo com o documento, este número deverá alcançar os 24 milhões de casos até 2035, o que representa um alarmante aumento de 58%.

 O Fundo Mundial de Pesquisa sobre o Câncer e o Instituto Americano de Pesquisa do Câncer lançaram também recomendações para a redução do risco de desenvolvimento da doença. Baseadas nos estudos mais recentes disponíveis, as recomendações são: ter um peso saudável; ser fisicamente ativo; comer cereais integrais, frutas, legumes e grãos; limitar o consumo de fast-foods assim como de carnes vermelhas e processadas; evitar o consumo de bebidas adoçadas, priorizando o consumo de água e bebidas sem açúcar; limitar o consumo de álcool; optar por satisfazer as necessidades nutricionais por meio de dietas, em vez de consumir suplementos alimentares; amamentar, que é saudável tanto para a mãe, quanto para o bebê.

 “As recomendações de prevenção do câncer são a peça central do nosso novo relatório. Elas formam um projeto global, um pacote que as pessoas podem seguir para ajudar a reduzir o risco de câncer. Elas são úteis para os cientistas porque podem ajudar a determinar futuras direções de pesquisa e para os formuladores de políticas porque podem instruir o desenvolvimento de medidas para ajudar as pessoas. Elas também são úteis para profissionais de saúde em seu trabalho com pacientes com câncer e com o público em geral”, afirma Kate Allen, diretora executiva de ciência e relações públicas do WCRF.

 Mundo

Em 2012, o câncer de pulmão foi o câncer mais comum no mundo, contribuindo com 13% do total de novos casos diagnosticados. O câncer de mama (somente em mulheres) foi o segundo mais comum, com quase 1,7 milhão de novos casos no mesmo ano. O câncer colorretal foi o terceiro, com quase 1,4 milhão de casos.

 Entre os homens, o câncer de pulmão foi o mais comum em todo o mundo, representando quase 17% do número total de novos casos, em 2012. Os três principais tipos da doença, pulmão, próstata e colorretal, contribuíram com quase 42% de todos os cânceres (excluindo câncer de pele não-melanoma).

 Entre as mulheres, o câncer de mama foi o mais comum no mundo, contribuindo com mais de 25% do total de novos casos diagnosticados em 2012. Os três principais tipos da doença, mama, colorretal e pulmão, contribuíram com mais de 43% de todos os cânceres (excluindo câncer de pele não-melanoma). O câncer do colo do útero contribuiu com quase 8% de todos os casos.

 Obesidade e sobrepeso

A evidência da ligação entre o excesso de peso e a obesidade nos casos de câncer vêm se fortalecendo desde 2007, quando foi feito o último relatório. São 12 os tipos da doença ligados aos distúrbio do peso. Por essa razão, a orientação para que as pessoas tenham um peso saudável é a número um nas recomendações atualizadas.

 O conjunto de recomendações trabalha como um modo geral de viver de forma saudável para prevenir o câncer. Ser fisicamente ativo, além de reduzir os riscos da doença, pode ajudar as pessoas a manter um peso equilibrado. Assim como a redução na ingestão de fast-foods e alimentos processados também contribui para que não se tenha sobrepeso. O mesmo acontece com a redução no consumo de bebidas açucaradas.
Fonte: Agência Brasil

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Governo anuncia vencedor de licitação do VLT do Subúrbio

Governo do Estado anuncia vencedor de licitação do VLT do Subúrbio

O Consórcio Skyrail Bahia, composto pelas empresas Build Your Dreams - BYD Brasil e Metrogreen, foi o vencedor da licitação para implantação e operação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) do Subúrbio Ferroviário de Salvador. A aprovação da proposta econômica foi realizada no modelo de Parceria Público Privada (PPP), com desconto de 0,01% na contraprestação anual, que será de R$152.977.352,12.

 O modal metropolitano, que ligará a região do Comércio de Salvador até a Ilha de São João, no município de Simões Filho, será do tipo monotrilho, movido à propulsão elétrica, sem emissão de agentes poluentes que prejudicam o meio ambiente. O investimento total previsto do VLT é de R$ 1.5 bilhão.

 O projeto vencedor foi analisado e aprovado pela Comissão de Licitação da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), referente às Condições de Participação, Garantia da Proposta e Qualificação Técnica Operacional. Com isso, o consórcio liderado pela BYD Brasil, organização global especializada em energia limpa e atuante em 250 países, foi declarado totalmente apto para a concessão do modal.

 O leilão, realizado nesta quarta-feira (23), na sede da Brasil Bolsa Balcão - B3 (fusão da BM&BOVESPA e Cetip), em São Paulo, teve a participação dos secretários estaduais da Casa Civil, Bruno Dauster, e de Desenvolvimento Urbano, Demir Barbosa. O procurador-geral do Estado, Paulo Moreno, e o presidente da Companhia de Transporte da Bahia, Eduardo Copello, também estiveram presentes.

 “O compromisso do nosso Governo é fazer o VLT virar realidade. Salvador, uma das maiores cidades do país, precisa de um transporte público adequado para sua população. Avançamos muito com o metrô e com as novas vias estruturantes. Agora, vamos poder oferecer um transporte público de qualidade, seguro e confortável para quem mora, trabalha ou estuda em toda região do Subúrbio”, afirmou Dauster.

 Já o secretário de Desenvolvimento Urbano destacou os próximos passos a partir da decisão desta quarta-feira (23). “É mais uma grande obra garantida que virá para mudar a vida do povo da Bahia. Agora, seguiremos os trâmites legais para homologação da concorrência e assinatura do contrato da PPP, o que já deve ocorrer em julho”, disse Demir.

 Em seguida, o cronograma dos trabalhos preliminares será iniciado, incluindo as interferências na poligonal onde será implantado o VLT, com instalação do canteiro de obras e outros procedimentos. Assim, as obras devem ser iniciadas em outubro, cerca de 90 dias após a assinatura do contrato.

 O edital garante a integração física do VLT com o sistema de metrô. Nesse sentido, o consórcio vencedor pretende, com investimento adicional, implantar trecho de ligação até o Retiro, ao mesmo tempo que o trecho Ilha de São João/Comércio estará em construção, passando pela Estação da Calçada. Dessa forma, o VLT estará adequado à lógica de mobilidade do Governo do Estado, que viabiliza o funcionamento dos modais em um sistema de rede, através de serviços complementares.

 Veículo Leve sobre Trilhos

 O VLT, que irá substituir o atual Trem do Subúrbio, terá 19,9 quilômetros de extensão, com 22 estações. Estão previstas intervenções por trechos: o primeiro, entre o Comércio e a estação da calçada, com 3,5 quilômetros; o segundo, entre Calçada e Baixa do Fiscal, com 1,1 quilômetro; e o terceiro, entre a Baixa do Fiscal e Ilha de São João, no município de Simões Filho, com 15,3 quilômetros.

 As atuais 10 estações dos trens do Subúrbio serão desativadas e reaproveitadas para prestação de outros serviços à comunidade, como postos da Polícia Militar e centros de atendimento. O modal terá capacidade de transportar cerca de 200 mil usuários por dia.

Estado altera expediente por conta de jogos da seleção na Copa do Mundo

O Governo do Estado publicou, na última sexta-feira (18), decreto que orienta o expediente do serviço público baiano durante os jogos da Seleção Brasileira na fase classificatória da Copa do Mundo de 2018. De acordo com o documento, disponível no Diário Oficial do Estado (DOE), o expediente do dia 27 de junho para as repartições do Poder Executivo será das 8h às 13h.

 O decreto trata do terceiro jogo da Seleção Brasileira, contra a Sérvia. Outros dois embates já estão programados para a primeira etapa da Copa do Mundo: o primeiro deles, contra a Suíça, ocorrerá no dia 17 de junho (domingo) e o segundo, contra a Costa Rica, será realizado no dia 22 de junho (sexta-feira). Nesta data, já estava prevista a compensação do expediente, de acordo com o Decreto N° 18.141/2018.

 A Instrução Normativa 009/2018, publicada pela Secretaria da Administração (Saeb) na última quinta-feira (17), orienta sobre a compensação de horas pela suspensão do dia 22 de junho, antevéspera de São João. Servidores que cumprem jornada de oito horas farão a compensação de 11 a 20 de junho, das 8h às 18h. Servidores que cumprem turno único realizarão a compensação de 11 a 16 de junho, das 11h às 18h. De acordo com o dispositivo, o expediente iniciará meia hora mais cedo, tendo redução de trinta minutos no horário de almoço – respeitando-se o intervalo de uma hora para refeição.

 Os transportes coletivos que circulam no Centro Administrativo da Bahia (CAB) terão os horários adequados para atender aos usuários. Os dirigentes dos órgãos e entidades do Poder Executivo Estadual, juntamente com as chefias imediatas dos servidores, serão responsáveis pelo cumprimento do estabelecido.

São João terá reforço para trânsito mais seguro nas estradas baianas

São João terá reforço para trânsito mais seguro nas estradas baianas

A segurança viária na Bahia ganha um reforço com a ampliação de ações educativas e de fiscalização. A Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra) fez a doação de 30 equipamentos de medição de alcoolemia à Polícia Militar (PM) nesta quarta-feira (23), incrementando o alcance das campanhas realizadas. Antes, o efetivo rodoviário estadual possuía oito etilômetros.

 O secretário de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, acredita que o apoio à Polícia Militar no esforço diário de manter as estradas mais seguras é crucial. “A sociedade não se dá conta, mas a quantidade de mortes no trânsito é equivalente a um país em guerra e isso precisa mudar”, afirmou. O material doado – adquirido como parte do contrato com o Banco Mundial no Programa de Recuperação e Manutenção das Rodovias da Bahia (Premar) – permitirá que a PM realize campanhas e fiscalização durante três anos.

 Em 2016, a Seinfra, em parceria com o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRV) e as secretarias da Saúde (Sesab) e da Administração (Saeb), por meio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), firmou acordo para redução do índice de acidentes em 20% até 2019. Até o momento já houve uma redução de 15,59%. A previsão é de ultrapassar a meta estabelecida. “O caminho para um trânsito mais seguro está na educação, com o fortalecimento da conscientização que as campanhas educativas agregam”, destacou o coronel Sérgio Brito, comandante do Batalhão de Polícia Rodoviária, que utilizará o material a partir do São João.

 Também participaram da entrega dos equipamentos a superintendência de Planejamento em Logística de Transportes e Intermodalismo da Seinfra (Suplog), Maria Amélia Amaral; o diretor de Operação e Tráfego da Seinfra (DOT), Anselmo Calixto; a coordenadora do Componente Segurança Viária do Premar, Margareth Gramacho; o coronel Sturaro, comandante da Polícia Especializada; o major Selmo Luiz, de Brumado, e o major Brito Junior, de Itabuna.

 Metas

 Como parte das ações do Maio Amarelo, entrou em vigor a lei nº 13.614/18, que cria o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans) e incluiu o artigo 326-A ao Código de Trânsito Brasileiro. Esta lei prorroga o compromisso assumido pelo Brasil com a Organização das Nações Unidas (ONU), na década mundial de ações para a segurança no trânsito – 2011/2020, de reduzir à metade o numero de mortes e lesões. Dessa forma, o prazo – que estava prestes a vencer – foi prorrogado por mais cinco anos, passando a vencer em 2027.